PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Alicia Klein: Crespo mostrou que pode mudar o jogo e dá segurança

21/04/2021 12h00

Classificação e Jogos

O São Paulo manteve sua série de vitórias e somou os primeiros três pontos na classificação em seu grupo na Libertadores ao derrotar o Sponting Cristal por 3 a 0, em Lima, no Peru, em um jogo no qual o técnico Hernán Crespo fez modificações que melhoraram a equipe, mudando peças e a forma de jogar, o que não ocorria com o antecessor Fernando Diniz.

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte com os jornalistas Vinicius Mesquita, Alicia Klein, José Trajano e Renato Maurício Prado, Klein analisa a estreia são-paulina na Libertadores e destaca que, ao contrário de Fernando Diniz, Crespo consegue mudar o time e o andamento do jogo com suas alterações, e vê a estreia dar maior segurança ao torcedor.

"Mostrou não só que tem elenco, mas que tem um treinador capaz de usar esse elenco. Uma das críticas que a gente mais fez ao Fernando Diniz aqui durante o Campeonato Brasileiro era a incapacidade que ele tinha de mudar o time, não só de adaptar à maneira de jogar de acordo com os adversários mas durante os 90 minutos, ele não conseguia fazer essas mudanças, insistia sempre nos mesmos erros e nas mesmas jogadas", afirma Klein.

"Hoje o Crespo claramente mostrou que tem essa capacidade e o jogo mudou muito rapidamente, assim que ele fez as alterações, em cinco minutos o São Paulo era outro em campo, sempre tem aquela coisa da estrela do treinador quando bota um jogador em campo, foi o que aconteceu com o Éder", completa.

Com um elenco que liderou com folga o Campeonato Brasileiro mas não conseguiu o título na última temporada, a jornalista afirma que o início do São Paulo na Libertadores é para dar confiança ao torcedor de que o time pode brigar por títulos importantes.

"Dá segurança para a torcedora e o torcedor do São Paulo de falar 'temos um time forte?. Não para ganhar Campeonato Paulista, mas para disputar o campeonato que importa, mais coisas e lembrar que o São Paulo, com todos os defeitos, tudo o que a gente falou, esteve muito perto de ser campeão brasileiro", conclui.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol