PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Atlético-MG abre semana de Libertadores com pressão por melhor desempenho

Cuca reclamou da pressão intensa e pediu paciência para implementar o seu trabalho - Pedro Souza/Atlético-MG
Cuca reclamou da pressão intensa e pediu paciência para implementar o seu trabalho Imagem: Pedro Souza/Atlético-MG

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

19/04/2021 04h00

Classificação e Jogos

O alto investimento realizado no Atlético-MG por meio de aporte financeiro de empresários, que já emprestaram cerca de R$ 400 milhões ao Galo, coloca forte pressão por um bom trabalho dentro de campo. E não só por resultados, mas em relação ao desempenho do time, quem acaba se tornando escudo nessa situação é o técnico Cuca, que chegou há pouco mais de um mês e ainda trabalha para implementar o seu estilo de jogo na equipe.

A semana é uma das mais importantes para o Atlético-MG até aqui na temporada: o Alvinegro se prepara para a estreia na Copa Libertadores da América, nesta quarta-feira (21), às 19h (de Brasília), contra o Deportivo La Guaira, no estádio Olímpico de Caracas, na Venezuela. A pressão em cima de Cuca já aparece de forma intensa. A delegação alvinegra embarca hoje na parte da tarde rumo ao país vizinho.

A vitória no sufoco do Galo, de virada, por 2 a 1 em cima do Boa Esporte, rebaixado ao Módulo II do Campeonato Mineiro, despertou um sinal de atenção pelo futebol apresentado. É que o time já havia sido questionado pela derrota no clássico com o Cruzeiro, no fim de semana passado. Logo após o suado triunfo de ontem, as perguntas dos jornalistas na entrevista coletiva foram interpretadas por Cuca como um "interrogatório".

"Não está sendo uma entrevista, está sendo um interrogatório. Incrível. É uma pressão enorme que se tem, lógico, perdeu o clássico. Mas, será que se tivesse empatado o clássico teria uma cobrança desse tamanho nos jogadores, no treinador, pedindo para diretor fazer avaliação do comando técnico? Vocês estão com muita pressa, tenham mais calma um pouquinho", pediu.

Questionamentos feitos chegaram a incomodar o comandante alvinegro, que chamou para si a responsabilidade de montar o time, mesmo sob a tensão de perguntas a respeito da entrada de jogadores A ou B em relação aos que possuem a preferência de Cuca. Um dos nomes bastante falados nos últimos dias é o do meia argentino Matías Zaracho.

Um dos maiores investimentos da história do Atlético-MG, Zaracho, que custou mais de R$ 30 milhões, tem ficado em segundo plano nas preferências do treinador.

"Eu tenho análise dele [Zaracho], mas eu tenho outros jogadores com outras características também, que na minha opinião dão um contexto melhor ao meio-campo que utilizei nos últimos jogos. É só por isso. Não tem um porquê disso, daquilo. Hoje [contra o Boa Esporte] eu usei o Dylan nessa segunda metade fazendo isso que o Zaracho fez. E o Dylan fez com uma chegada na frente bem interessante. Não vejo problema nenhum nisso", explicou.

Ainda sendo questionado sobre o meio-campo e novamente ouvindo perguntas sobre o reforço milionário que está sem espaço, Cuca indicou que escalará aquele que tiver melhor nos treinamentos. E que quem decide isso é o próprio treinador.

"As perguntas serão essas e a resposta sempre a mesma. Eu tenho os treinamentos e nos treinamentos eu decido quem vou colocar em campo. E eu decido em cima do que eu vejo nos treinamentos. Eles se auto escalam em cima do que produzem. O Zaracho jogou comigo na Caldense, jogou no último jogo no Mineirão antes do clássico, com o Pouso Alegre. Hoje nós colocamos o Dylan para jogar, gostei da movimentação dele. Eu tenho essas opções e estou pondo elas em campo. Não se trata de testar, é dar oportunidade para que o cara possa desenvolver", comentou, dizendo que está tranquilo em suas decisões e que não trabalhará para agradar jornalista com escolha de jogador.

"A gente está aqui para responder vocês, para fazer vocês entenderem as ideias que a gente tem. Lógico que não vou conseguir fazer todos entenderem, mas o mais importante é estar com minhas ideias em ordem. Vou ser cobrado pelos resultados e não por agradar vocês por esse ou aquele jogador", comentou.

Atlético-MG