PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

Mesmo classificado, Roger é criticado por "priorizar" medalhões a jovens

Do UOL, em São Paulo

18/04/2021 04h00

Classificação e Jogos

O Fluminense alcançou ontem (17) a classificação antecipada para a semifinal do Campeonato Carioca. A vaga foi garantida na vitória por 1 x 0 no clássico contra o Botafogo. Assim, o Tricolor poderá focar em sua estreia na Libertadores sem preocupação com o estadual.

Parte da torcida, porém, demonstrou bastante insatisfação com as decisões de Roger Machado no Maracanã. O nome do treinador ficou entre os assuntos mais comentados no Twitter na noite de ontem. Muitos afirmavam que o treinador tinha uma preferência pelos veteranos da equipe em detrimento dos jovens do time.

As críticas focaram, principalmente, as trocas feitas no segundo tempo. Aos 22 minutos, Roger fez três alterações, entre elas as saídas de Calegari e Kayky. Os dois garotos da base tricolor deram lugar aos dois estreantes da tarde, o lateral Samuel Xavier e o meia Cazares.

Depois, aos 34, Roger fechou as cinco substituições tirando os medalhões Fred, que foi substituído pelo jovem John Kennedy, e Nenê.

Apesar de haver um descontentamento nas redes sociais com essa possível "preferência" de Roger pelos medalhões, é possível observar que há um equilíbrio entre experiência e juventude no desempenho do Fluminense em 2021.

Gabriel Teixeira, de 20 anos, e Fred, 37, são os líderes em finalizações certas, empatados em nove chutes. Yago Felipe é quem mais desarma no time e Nenê, o melhor em cruzamentos. Autor do gol de ontem, Nino é líder em passes certos e interceptações.

Na entrevista coletiva concedida após a vitória, Roger chegou a responder se a chegada dos novos reforços deixaria os garotos de fora do time titular. O treinador fez questão de afirmar que "os jovens são muito importantes" e que eles se adaptarão de acordo com as funções do jogo.

"Nós éramos cobrados porque se entendia que os jovens talvez não segurassem uma Libertadores com muito peso. Então, a gente vai no mercado buscar jogadores com mais experiência e com capacidade de ajudar no desenvolvimento e capacidade desses jogadores. O jovem precisa desse cara mais experiente para que consiga desenvolver bem", afirmou Roger.

Ele indicou que não pretende abrir mão desses garotos e reconheceu que eles também são responsáveis pelo momento que o Flu vive no Carioca: "o jovem sabe, o processo é esse, ora se anda alguns passos à frente, ora se retrocede um pouco. Queremos que eles se revelem para o Brasil e para o mundo de forma bastante contundente e cada um no seu tempo", defendeu o treinador.

O Fluminense faz a sua estreia na Libertadores na quinta-feira (22), em casa, contra o River Plate. Além do gigante argentino, o grupo do Flu na competição continental conta também com Independiente Santa Fe e Junior Barranquilla.

Fluminense