PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Abel vê Palmeiras competitivo e minimiza derrota no clássico

Thiago Braga

Colaboração para o UOL, de São Paulo

17/04/2021 01h53

Classificação e Jogos

Após a primeira derrota no Campeonato Paulista, o técnico do Palmeiras, Abel Ferreira, mostrou-se satisfeito com o rendimento da equipe contra o São Paulo apesar do 1 a 0 contra e disse que o time tem muita margem para melhorar o nível do futebol apresentado.

"Muito honestamente, eu gostei do comportamento geral da equipe. Logicamente, sendo o Palmeiras, não gostamos de perder para ninguém, rivais ou contra quem for. Mas não posso ficar triste com o que os jogadores fizeram, procuraram dar o seu melhor, há margem para esta equipe crescer. Fica a sensação positiva de um bom jogo e um mau resultado", afirmou Abel Ferreira, na coletiva pós-jogo.

Embora tenha sido uma partida equilibrada, o que se viu foi um Palmeiras mais preso, até pela quantidade de reservas e jogadores estreantes na temporada que foram a campo pelo Verdão no Allianz Parque.

"Vou ser muito honesto, com sinceridade, a equipe jogou o seu melhor. Com os recursos que tinha, tentou propor o jogo, frente a um adversário que pressionou. Em muitas fases conseguimos eliminar a primeira fase de pressão do adversário. Em alguns momentos tivemos por cima do jogo, outros momentos, nosso adversário teve mais a bola que o Palmeiras. Mas quando olho para as grandes oportunidades do jogo, não teve um jogador nosso isolado, um jogador do adversário isolado. Foi um jogo bem equilibrado e na minha opinião, foi muito bem jogado. E é isso que eu quero, que a nossa equipe proponha o jogo. Fizemos um bom jogo no geral, tentamos cumprir o plano. Estamos tristes porque perdemos o jogo, mas não vão nos ver cabisbaixos ou a chorar", declarou o treinador alviverde.

O Choque-Rei desta sexta-feira (16), marcou o início de uma maratona do Palmeiras, que terá 12 jogos em 26 dias. Abel mostrou preocupação com o bem-estar dos seus atletas e dos familiares deles.

"Eu só tenho medo também que as esposas deles comecem a cansar, porque eles estão cansados, né. Uma das coisas que tem me preocupado em termos psicológicos é que as namoradas e as esposas reclamem porque eles estão cansados. Chegam em casa cansados, têm de dormir, dormem mais vezes fora do que em casa. A única coisa que me preocupa é exatamente essa. Os jogos estão marcados, eles sabem disso. Agora, a psicologia é para que eles fiquem descansados, dizer para as mulheres deles para ter paciência neste mês, para os deixar descansados, para ter calma, porque é normal que quando chegarem em casa, estão cansados", finalizou Abel Ferreira.

Com a derrota, o Verdão ocupa a vice-liderança do Grupo C, com oito pontos, seis a menos que o Red Bull Bragantino, mas com dois jogos a menos. O Palmeiras volta a campo no próximo domingo, às 20h, contra o Botafogo-SP.

Assista à coletiva na íntegra:

Futebol