PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Taison comemora volta ao Inter e pede que não tenha "aeroporto lotado"

Taison assinou contrato de dois anos e volta ao Internacional - Reprodução
Taison assinou contrato de dois anos e volta ao Internacional Imagem: Reprodução

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

16/04/2021 17h38

A alegria de voltar ao Inter 11 anos depois estava estampada na cara de Taison em uma live no perfil oficial do Inter no Instagram, hoje (16). Poucas horas depois de ser oficializado como reforço do Colorado, o atacante de 33 anos respondeu para torcedores, e pediu que os aficionados não façam aglomeração no aeroporto para esperar sua chegada.

Taison assinou contrato de dois anos com o Colorado e disse que "já está inscrito" na Libertadores. Seu vínculo, porém, ainda não apareceu no BID (Boletim Informativo Diário), mas isso não é uma necessidade para efeitos de participação na relação de disponíveis. Apenas para entrar em campo.

O jogador não cansou de comemorar a "volta para casa" desde a abertura do espaço com a torcida.

"Vocês não têm noção de como foram meus últimos dias, tentando voltar o mais rápido possível. Quero agradecer a todos, ao Inter por me levar, por me deixar ficar mais perto de vocês. Estou muito feliz, feliz demais, vocês não têm ideia", disse.

"Podem ter certeza que estou voltando para conquistar muita coisa com vocês. Preciso de vocês para conquistar isso comigo. Com o grupo de jogadores, a diretoria. Preciso que confiem em nós. Na próxima semana eu estou chegando, vou conversar com o mister (Ramírez). Estou bem feliz, minha família está muito feliz, e agora é pensar neste momento de voltar para casa", completou.

Taison aproveitou para fazer um alerta contra aglomerações, lembrando o grave momento da pandemia de novo coronavírus no Brasil.

"Não podemos lotar aeroporto, por favor. Não podemos lotar aeroporto. Eu queria muito, mas estamos passando por uma pandemia terrível. Então, façam isso por mim, fiquem em casa, tá bom?", pediu.

O atleta ainda lembrou do período que esteve no Shakhtar, não revelou qual número de camisa irá usar e disse que prefere atuar como meia, posição que vinha exercendo no time europeu atualmente.

"Foram 11 anos bem feitos aqui. Saio de cabeça erguida e com dever cumprido. Dei tudo pelo clube e eles por mim. Agradeço por tudo que fizeram. Estava na hora de voltar para casa, para o meu Inter, para minha casa, para o lado de vocês. Vais ser um ano maravilhoso", comentou.

"Vestir a camisa do Inter de novo será como se fosse a primeira fez. Estrear não depende de mim, mas estou preparado fisicamente, me sentindo muito bem. Vou conversar com mister quando eu chegar, e quero jogar logo", acrescentou.

"Aqui eu jogava mais pelo meio, de camisa 10. Mas sigo jogando pelos lados também. Deixo para o mister escolher. Mas me sinto bem jogando pelo meio", finalizou.

Internacional