PUBLICIDADE
Topo

Grêmio

Por que Tiago Nunes é o "ficha 1" para assumir vaga de Renato no Grêmio

Tiago Nunes é o favorito para assumir o comando do Grêmio após a saída de Renato Gaúcho - Marcello Zambrana/AGIF
Tiago Nunes é o favorito para assumir o comando do Grêmio após a saída de Renato Gaúcho Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

16/04/2021 04h00

Tiago Nunes é o primeiro nome da lista do Grêmio para substituir Renato Gaúcho. O técnico está desempregado e rejeitou sete propostas desde que se desligou do Corinthians, em setembro passado. A preferência por ele vai muito além do que tenha mostrado no Alvinegro paulista. A opinião gremista começa a ser formada antes mesmo do sucesso obtido pelo treinador no Athletico Paranaense.

Gaúcho de Santa Maria, Tiago teve trajetória no mundo da bola ligada intimamente ao futebol do Rio Grande do Sul. Comandou uma série de times no interior antes de despontar em grandes centros.

Mesmo que tenha vivido por tantos anos em um reduto onde a dicotomia impera, jamais escolheu um lado. Nunca foi colorado nem gremista, mas muito profissional. Trabalhou nas categorias de base dos dois clubes.

Trajetória de sucesso marca ano no Grêmio

Muito do apreço do Grêmio nos bastidores a Tiago Nunes tem data de 2013. Foi a temporada em que ele, apesar de já ter times principais no currículo, optou por assumir o sub-15 do Tricolor.

Dos corredores da Arena sobram elogios ao trabalho e à conduta de Tiago. Em campo, teve sob seu comando jogadores que hoje fazem parte da equipe principal. Jean Pyerre era o grande nome do time campeão gaúcho sub-15 daquela oportunidade, vencendo o Internacional nos dois jogos da final.

Além dele, o goleiro Phelippe Megiolaro, que atualmente está emprestado ao Dallas FC, e o volante Darlan também fizeram parte daquela equipe.

A relação com Jean Pyerre extrapola o campo. Tanto que Nunes tentou levar o jogador para o Athletico Paranaense quando trabalhou lá, e é citado pelos pais do meia como o principal treinador da carreira dele.

Maturidade no Athletico abre caminho para volta

Do Grêmio, Tiago Nunes partiu para o Juventude, depois passou pela Ferroviária-SP e chegou ao Athletico Paranaense em 2017. Lá, na avaliação gremista, atingiu a maturidade que se previa. As impressões positivas deixadas no clube se consolidaram longe do Sul.

Os títulos, então, sobraram. O treinador foi campeão Estadual com a equipe sub-23, venceu a Sul-Americana e a Copa do Brasil, dentro do Beira-Rio, contra o tradicional oponente gremista, o Internacional.

Corinthians como "choque de realidade"

A passagem pelo Corinthians é vista, também, como importante na construção do perfil do treinador. Ainda que não tenha conquistado os melhores resultados, Nunes teve um "choque de realidade" ao ter sob seu comando uma equipe de massa, de relevância nacional.

Aprendendo com todos os fatos ocorridos no clube paulista, ele é visto como principal postulante ao lugar aberto com a saída de Renato Gaúcho.

Segundo apurou o UOL Esporte, Nunes vê com bons olhos a chance de assumir o Grêmio e voltar a trabalhar no Rio Grande do Sul. No entanto, até a noite de ontem (15), a direção gremista ainda não tinha começado contatos efetivos para firmar com um treinador. Apenas sondava o mercado.

O argentino Guillermo Barros Schelotto, sem clube desde a saída do Los Angeles Galaxy, dos Estados Unidos, foi oferecido e tem o nome em avaliação neste momento.

Grêmio