PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Sport anuncia contratação do técnico Umberto Louzer, ex-Chapecoense

Umberto Louzer foi responsável pelo acesso da Chape em 2020 - Marcio Cunha/Chapecoense
Umberto Louzer foi responsável pelo acesso da Chape em 2020 Imagem: Marcio Cunha/Chapecoense

Bruno Fernandes e Josué Seixas

Colaboração para o UOL, em Maceió

15/04/2021 11h01

Depois de dez dias de expectativas e vários nomes colocados à mesa, o Sport anunciou nesta quinta-feira (15) o técnico Umberto Louzer, ex-Chapecoense, como novo comandante para a temporada 2021.

A negociação foi fechada após pagamento da multa rescisória de R$ 300 mil dividida entre o técnico e a equipe recifense pela quebra do contrato, que iria até o final do ano com o clube catarinense. Louzer chega com o preparador físico Marcelo Rohling e os auxiliares Felipe Endres e Gabriel Remédio.

Essa será a primeira experiência de Louzer no futebol do Nordeste, onde não trabalhou nem mesmo quando era jogador. Natural de Vila Velha (ES), Louzer tem 41 anos e começou a carreira à beira do gramado no Guarani, em 2018, após um período como auxiliar. No mesmo ano, subiu o Bugre para a Série A1 do Campeonato Paulista.

Seu melhor trabalho foi no ano passado, com a Chapecoense. Após conquistar o Campeonato Catarinense, foi campeão da Série B com uma equipe que tinha como ponto forte a defesa. Foram 31 vitórias, 18 empates e sete derrotas - aproveitamento de 66,07% -com apenas 21 gols sofridos em 38 rodadas.

Louzer é conhecido por ser explosivo na lateral de campo, mas é tranquilo ao falar com a imprensa. Durante sua passagem pela Chapecoense, costumava usar o esquema 4-2-3-1, com dois extremos rápidos pelos lados, um meia mais clássico e um centroavante de mobilidade.

O time do Sport vem sendo comandado pelo interino César Lucena desde o dia 5 de abril, quando Jair Ventura foi demitido. No período, dirigiu a equipe em dois jogos, somando dois empates pelo Nordestão, ambos fora de casa.

Outros nomes foram cogitados

Antes de fechar com Louzer, o Sport cogitou vários nomes para substituir Jair Ventura. O primeiro foi Dorival Júnior, que já comandou o Sport 15 anos atrás. A negociação não foi para frente por alguns fatores, como a situação financeira do Sport e a expectativa sobre a reeleição de Milton Bivar, que ainda estava pendente e só foi confirmada na última sexta-feira. Pelo lado de Dorival, pesaram problemas (que não foram revelados) relacionados à saúde da esposa Valéria, que vive em Florianópolis.

Com a chegada de Pandolfo, como gerente de futebol do clube, iniciou-se também uma negociação com novos nomes, inclusive o de Vanderlei Luxemburgo. Também apareceram na lista de interesses: Abel Braga, Felipão e Tiago Nunes. O valor que o clube poderia pagar, no entanto, foi o que mais pesou nessas decisões.

Umberto Louzer assumirá o comando de um time que já foi eliminado da Copa do Brasil e do Nordeste. Em terceiro lugar no Estadual, o Sport mira seus esforços até o Campeonato Brasileiro. No ano passado, o Sport lutou para não ser rebaixado para a Segunda Divisão do Campeonato Pernambucano e passou pela mesma situação na Série A do Brasileirão.

Futebol