PUBLICIDADE
Topo

Grêmio

Renato viu últimos momentos do Grêmio "do sofá" e se irritou com erros

Renato Gaúcho deixa o comando técnico do Grêmio após decisão em acordo com a diretoria - Lucas Uebel/Getty Images
Renato Gaúcho deixa o comando técnico do Grêmio após decisão em acordo com a diretoria Imagem: Lucas Uebel/Getty Images

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

15/04/2021 19h10

Reato Gaúcho não esteve no banco do Grêmio durante os últimos jogos de sua comissão técnica no comando do time. Após testar positivo para covid-19, Portaluppi ficou afastado das atividades e foi "do sofá" que acompanhou a eliminação na Libertadores, sempre pela televisão e em contato com seus auxiliares. E se irritou bastante.

Segundo apurou o UOL Esporte, os dois jogos contra o Independiente del Valle tiraram Renato do sério. Cada um por um motivo. No primeiro, no início do afastamento, a ira do técnico foi motivada pela arbitragem. O gol de Ferreira, anulado, custou caro ao time gaúcho.

"Apesar de todos os problemas que tivemos desde o início da semana, o resultado não foi ruim. Não tivemos tempo para treinar, perdemos vários jogadores e mesmo assim, se não é o erro absurdo da arbitragem no fim do primeiro tempo, a história poderia ter sido outra. Os jogadores lutaram e agora vamos para o jogo da volta", disse via assessoria de imprensa.

Renato manteve — como praxe — contato com o auxiliar técnico Alexandre Mendes durante toda preparação para o jogo. Fez o mesmo com os demais membros da comissão técnica também durante a partida.

À distância, Portaluppi também acompanhou o jogo de volta. E, segundo apurou o UOL Esporte, na partida de ontem o que mais descontentou o técnico foi o aproveitamento ofensivo. As chances desperdiçadas, principalmente no primeiro tempo, irritaram o comandante de campo.

A exemplo do duelo anterior, Renato também manteve contato frequente com os demais membros da comissão técnica. Mendes e Victor Hugo Signorelli deixam o Tricolor junto com ele.

Das 12 partidas do Tricolor na temporada, Renato esteve à beira do campo em apenas cinco. Isso porque o elenco principal recebeu férias após o início do Estadual, e semanas depois do retorno ele testou positivo para o novo coronavírus.

Quando acompanhou o time de perto, os resultados sempre foram bons. Nos cinco jogos em que esteve à beira do gramado, Portaluppi viu o Grêmio vencer quatro vezes, entre elas o clássico Gre-Nal, e empatar apenas uma.

A saída do treinador foi oficializada em nota pelo clube. O presidente Romildo Bolzan Júnior quer encontrar e fechar com um substituto até a semana que vem. Tiago Nunes, atualmente sem clube, é o favorito.

Grêmio