PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Colunistas: Grêmio e Palmeiras mostram Brasil atrasado no continente?

Jogadores do Grêmio lamentam durante a derrota para o Independiente del Valle pela Libertadores - Fernando Alves/AGIF
Jogadores do Grêmio lamentam durante a derrota para o Independiente del Valle pela Libertadores Imagem: Fernando Alves/AGIF

Do UOL, em Santos (SP)

15/04/2021 13h50Atualizada em 15/04/2021 16h18

Resumo da notícia

  • Colunistas dizem se Grêmio e Palmeiras mostram país abaixo do desejado no continente
  • Alicia Klein: "Não vejo comparação possível, os times viveram temporadas diferentes"
  • Perrone: "Seria injusto julgá-los pelo que apresentaram no último jogo de cada um"
  • "Não custa lembrar que os dois últimos campeões da Libertadores", analisa Renato
  • Rodolfo: "brasileiros não vêm conseguindo fazer valer sua força contra times inferiores"
Classificação e Jogos

A quarta-feira (14) foi de eliminações de times brasileiros em competições sul-americanas. Enquanto o Grêmio voltou a ser derrotado pelo Independiente del Valle-EQU e acabou caindo precocemente da Copa Libertadores 2021, ainda na fase preliminar, o Palmeiras perdeu nos pênaltis do Defensa y Justicia-ARG e ficou sem o título da Recopa Sul-Americana.

A eliminação precoce do Grêmio na Libertadores, inclusive, resultou na saída do técnico Renato Portaluppi do comando do time. A troca de chefia foi ratificada pelo clube de Porto Alegre nesta quinta-feira (15). Com quatro anos de trabalho, essa era a gestão mais longeva entre as equipes de elite do futebol nacional.

Diante disso, é possível dizer que Grêmio e Palmeiras mostram Brasil abaixo do patamar desejado no continente? Fizemos essa pergunta aos colunistas do UOL Esporte. Veja as respostas:

Não vejo comparação possível. Grêmio está fora da Libertadores, Palmeiras é o atual campeão. Os times viveram temporadas completamente diferentes em 2020 e ainda é cedo nesta para avaliar o que podem de fato entregar dentro de campo. Enxergo uma tendência de queda no tricolor gaúcho, depois de anos vitoriosos, e de ascensão no alviverde paulistano, com mais tempo para Abel Ferreira treinar a equipe.
ALICIA KLEIN

Grêmio em queda, insistência com Renato só se justifica pela idolatria. Palmeiras perdeu a Recopa por uma série de fatores, inclusive a péssima arbitragem e o fato de ter colocado o duelo com o Flamengo pela Supercopa como prioridade. O desgaste físico e emocional cobrou alto. Mas Libertadores é outra conversa por envolver outros times.
ANDRÉ ROCHA

Pois é. Bastou elogiar o nível do Palmeiras diante do Flamengo para que, em seguida, víssemos o que vimos. Faz tempo que o futebol brasileiro está na segunda divisão mundial. Periga cair para terceira enquanto seguir resultadista, defensivista, medíocre. Abel Ferreira não parece capaz de fazer omelete saboroso apesar de todos os ovos que tem. E o Grêmio já vem sendo vítima da arrogância do Renato Portaluppi faz tempo.
JUCA KFOURI

Não. Brasil ganhou as duas últimas Libertadores e fez a final da mais recente. Clubes brasileiros não tiveram pré-temporada, nesse calendário indecente que CBF e federações criaram por causa da pandemia. E quando você vai desgastado e com preparação inadequada enfrentar dos times muito bons como Del Valle e Defensa é normal que tenha problemas.
MARCEL RIZZO

O resultado do Grêmio é normal. O Independiente dele Valle é um time em ascensão no continente, já ganhou uma Sul-americana e goleou o Flamengo. O Palmeiras jogou abaixo do que se pode esperar. As férias de Abel Ferreira podem ter atrapalhado.
MENON

É tudo sazonal, como sempre no futebol. O Palmeiras tem grande potencial, elenco e patrocínio. Mas é bom o técnico português parar de brigar na beira do campo, pilhando desnecessariamente o time. Já o Grêmio vai continuar oscilando entre as notas 5,5 e 6,8.
MILTON NEVES

Seria injusto julgar Palmeiras e Grêmio pelo que apresentaram no último jogo de cada um. Ainda mais com a maratona de jogos em meio à pandemia de covid-19. No caso do Palmeiras, não podemos esquecer da partida espetacular feita contra o Flamengo pela Supercopa do Brasil. Os dois times fizeram uma apresentação muito superior à média do continente. Já o Grêmio vem em queda de rendimento nos últimos meses. Ainda assim, joga dentro da média da elite sul-americana.
PERRONE

Não acho que seja um sinal de decadência do futebol brasileiro no continente. Não custa lembrar que os dois últimos campeões da Libertadores são daqui e a última final foi 100% brazuca. O Grêmio já vem mal há algum tempo. Precisa de uma boa reformulação e talvez até da troca de treinador. Já o Palmeiras precisa, antes de mais nada, se aprimorar em cobranças de pênaltis. A instabilidade em início de temporada é normal. Continua forte em todas as competições que disputar.
RENATO MAURÍCIO PRADO

Sim, pelo elenco e investimento, esperava-se de Grêmio e Palmeiras um desempenho melhor nesses jogos contra Independiente del Valle-EQU e Defensa y Justicia-ARG, respectivamente. Mas nos últimos anos os brasileiros não vêm conseguindo fazer valer sua força diante de times teoricamente inferiores tecnicamente nas competições sul-americanas. Há ainda uma dificuldade enorme dos brasileiros, principalmente, nos mata-matas.
RODOLFO RODRIGUES

Acho que não dá pra traçar exatamente um paralelo entre um e outro. O Grêmio vem em queda há duas temporadas. Não consegue jogar bem com regularidade e ontem poderia até ter vencido não fosse o número absurdo de gols perdidos no 1° tempo. O caso do Palmeiras é um pouco diferente. Busca um crescimento nos últimos meses e no meio desse processo ganhou a Libertadores. Tem oscilações como as de ontem, mas vejo numa evolução natural.
RODRIGO COUTINHO

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol