PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Título da Recopa pode valer 'casca' que falta a jovens do Palmeiras

Danilo (autor do gol), Gabriel Menino e Patrick de Paula, do Palmeiras, comemoram tento contra a Ferroviária - Cesar Greco
Danilo (autor do gol), Gabriel Menino e Patrick de Paula, do Palmeiras, comemoram tento contra a Ferroviária Imagem: Cesar Greco

Eder Traskini

Do UOL, em Santos (SP)

14/04/2021 04h00

Classificação e Jogos

O técnico Abel Ferreira não escondeu que optou pela experiência de alguns jogadores contra o "cascudo" Flamengo na final da Supercopa do Brasil, no último domingo (11), que terminou em título carioca decidido nos pênaltis. O duelo de hoje (14), às 21h30, contra o Defensa y Justicia, vale ao Palmeiras mais uma taça da Recopa Sul-Americana, mas pode ajudar também na questão da "casca".

O termo faz referência a jogadores experientes, que já tenham muitos anos de futebol, diversas competições e, de preferência, títulos na bagagem. Desde o ano passado apostando cada vez mais nos garotos das categorias de base, o Verdão poderia ficar em clara desvantagem em relação ao rival rubro-negro, na avaliação do português.

O Flamengo tem uma equipe muita cascuda, mas nós tentamos entrar com um pouco de experiência, também, por ser um jogo só, sem prorrogação."
Abel Ferreira, em coletiva em Brasília

Para Abel, mais do que apenas o troféu, o título da Recopa é uma oportunidade de acrescentar diversas valias aos jogadores mais jovens. Conquistar um título implica várias decisões acertadamente tomadas pelos jogadores, o que na visão de Abel os torna cada vez mais inteligentes.

Além disso, ainda vai ao encontro da "mentalidade vencedora" difundida pelo português desde sua chegada. Ao disputar o título de todas as competições possíveis, é natural que mesmo os jogadores mais jovens ganhem a tal "casca" mais cedo do que o habitual.

Depois de vencerem a competição mais importante do continente, a Libertadores, e ganharem a Copa do Brasil, os jovens do Palmeiras podem acumular seu terceiro título. Seria o segundo internacional, mas o primeiro decidido efetivamente contra uma equipe estrangeira, já que bateram o Santos na final da Libertadores 2020. Agora a questão é saber quantos deles terão bons minutos na partida de volta contra o Defensa y Justicia.

O Verdão tem ao menos cinco jogadores vindos da base abaixo dos 23 anos e tidos como extremamente importantes para as ambições do clube, com totais credenciais técnicas para serem titulares importantes do time: Patrick de Paula (21 anos), Gabriel Menino (20), Danilo (19), Gabriel Veron (18) e Wesley (22). São esses os xodós de momento da torcida e também aqueles vistos com maior potencial de mercado.

Ainda nesta temporada, porém, com muitos dos veteranos ainda em fase de preparação, o time chegou a listar 18 jogadores revelados por sua base para uma partida contra o Mirassol, pelo Paulistão —um recorde.

Na vitória por 2 a 1 na partida de ida, na Argentina, nenhum deles foi titular. Danilo e Patrick saíram do banco aos 18 minutos do segundo tempo, substituindo, respectivamente, Zé Rafael e Felipe Melo.

FICHA TÉCNICA

Palmeiras x Defensa y Justicia

Competição: Recopa Sul-Americana
Data: 14/04/2021 (quarta-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Local: estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Árbitro: Leodán Gonzalez (URU)
VAR: Julio Bascuñán (CHI)

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Luan e Viña; Felipe Melo, Zé Rafael (Danilo) e Raphael Veiga; Wesley, Breno Lopes (Luiz Adriano) e Rony. Técnico: Abel Ferreira.

DEFENSA Y JUSTICIA: Ezequiel Unsain; Matias Rodríguez, Adonis Frias, Fernando Meza, Marcelo Benitez; Raúl Loaiza, Enzo Fernandez, Francisco Pizzini e Rotondi; Walter Bou e Braian Romero. Técnico: Sebastián Beccacece.

Palmeiras