PUBLICIDADE
Topo

Liga dos Campeões - 2020/2021

Real Madrid empata com Liverpool e pega o Chelsea na semifinal da Champions

Vinícius Jr durante a partida entre Real Madrid e Liverpool pelas quartas de final da Liga dos Campeões - Paul ELLIS / AFP
Vinícius Jr durante a partida entre Real Madrid e Liverpool pelas quartas de final da Liga dos Campeões Imagem: Paul ELLIS / AFP

Colaboração para o UOL, em São Paulo

14/04/2021 17h53

Classificação e Jogos

O Real Madrid está classificado para as semifinais da Liga dos Campeões. O time espanhol empatou hoje em 0 a 0 com Liverpool, em Anfield, na Inglaterra, e fez valer a vantagem de 3 a 1 conquistada no jogo de ida, na Espanha.

A equipe comandada por Jürgen Klopp tentou impor um ritmo mais intenso no jogo, mas não foi o suficiente para alterar o resultado do primeiro encontro. Quem se destacou pelo Real foi o goleiro belga Courtois, que teve uma tarde inspirada e salvou algumas das chances claras de gol dos ingleses. Diferente do primeiro jogo, Vini Jr não teve muitas chances e acabou substituído por Rodrygo no segundo tempo.

Com a classificação garantida para a semifinal da competição, o Real Madrid terá pela frente o Chelsea, que eliminou o Porto ontem. As partidas da próxima fase serão disputadas no dias 27/28 de abril (ida) e 4/5 de maio (volta). Os horários ainda não estão definidos.

Primeiro Tempo:

Nos primeiros dez minutos de jogo, o Liverpool impôs muita pressão, fazendo com que Courtois precisasse trabalhar duas vezes para evitar que o placar fosse aberto. A primeira foi aos dois minutos em uma jogada de Salah e Mané. Logo em seguida, aos 11, Milner arriscou um chute de fora da área e fez com que o goleiro belga evitasse mais uma oportunidade de gol dos ingleses.

Perto dos 20 minutos o Real aproveitou um erro de defesa do Liverpool. Benzema fez uma boa finta e acertou a trave de Alisson. Aos 23 minutos, Casemiro sofreu uma entrada de Milner e mostrou que sentiu o impacto. No lance seguinte, o volante brasileiro devolveu a falta e tomou o primeiro amarelo da partida. No mesmo lance, Robertson também foi advertido por conta da cobrança excessiva pela falta cometida pelo adversário.

O jogo entrou nos 30 minutos do primeiro tempo com um Liverpool intenso e em busca do resultado, enquanto o Real Madrid manteve a calma e jogou com o resultado, sabendo se defender e aproveitar dos espaços deixados durante os ataques dos ingleses. Mesmo com mais chances, os Reds viram os Merengues trabalhar melhor com a posse de bola e neutralizar as criações dos comandados de Klopp.

Na reta final dos 45 iniciais, o Liverpool ainda teve outras chances, porém não foram suficientes para abrir o placar e fazer com que as equipes se portassem de forma diferente. Wijnaldum teve uma chance clara aos 42 minutos após uma jogada de Salah e não finalizou da melhor forma, chutando para cima do gol de Courtois.

A primeira etapa chegou ao fim com o placar em 0 a 0 e maior posse de bola do Liverpool. Os ingleses deram seis chutes ao gol, três deles que fizeram Courtois trabalhar, enquanto os espanhóis deram apenas três, sendo um com direção ao gol.

Segundo Tempo:

Ambas as equipes voltaram sem mudanças para a reta final da partida. Assim como no primeiro tempo, o Liverpool começou impondo o ritmo do jogo, no minuto inicial, Firmino obrigou Courtois trabalhar com uma defesa que evitou o primeiro gol do jogo. No lance seguinte, o atacante brasileiro teve outra oportunidade, mas cabeceou para fora.

Por volta dos 15 minutos de jogo, após o cartão amarelo de Philipps, Klopp resolveu mudar e colocou Diogo Jota e Thiago Alcântara em campo no lugar de Milner e Kabak. A mudança ousada do treinador alemão deixou o clube inglês com um setor ofensivo ainda mais reforçado em busca de abrir o placar para conseguir os dois gols que possibilitam a classificação.

Aos 20 minutos, Vinicius Jr teve a chance de abrir o placar para o Real, porém Alisson fez uma grande defesa. No rebote, o goleiro brasileiro também evitou um possível chute de Benzema. O Liverpool respondeu com uma jogada de Arnold e Salah que acabou neutralizada por Lucas Valverde e Militão, sem levar perigo para o arqueiro belga.

O Liverpool continuou atacando pelo lado de Arnold. Firmino teve outra chance, mas, foi rendido por Militão, que evitou uma finalização melhor por parte do compatriota. Com o setor ofensivo reforçado, os ingleses continuaram pressionando o adversário. Jota também aproveitou um deslize da zaga do Real Madrid e acertou a rede pelo lado de fora.

Diante da pressão, Zidane mexeu pela primeira vez e colocou Rodrygo e Odriozola no lugar de Vini Jr e Kroos, respectivamente. Depois disso, Isco ainda entrou no lugar de Asensio. O Liverpool tentou colocar mais velocidade na reta final e Klopp optou por Chamberlain e Shaqiri no ligar de Mané e Firmino. As mudanças não surtiram efeito e o Real conseguiu segurar o resultado que garantiu sua classificação para as semifinais da Liga dos Campeões.

Próximos compromissos:

O Liverpool volta aos gramados na próxima segunda-feira, 19, às 16h (de Brasília), quando visitará o Leeds, pelo Campeonato Inglês. Depois disso, o próximo compromisso também é pelo torneio local, quando recebe o Newcastle, no sábado, 24, às 8h30 (de Brasília).

Já o Real Madrid terá pela frente dois jogos fora de casa pelo Campeonato Espanhol. O primeiro dele é contra o Getafe, no domingo, 18, às 16h (de Brasília), e o próximo na quarta-feira, 21, contra o Cadiz, às 17h (de Brasília).

UOL Esporte explica: Messi ou Luiz Adriano?

O argentino Lionel Messi é um dos maiores jogadores do planeta, divide com Cristiano Ronaldo a maioria dos recordes da Liga dos Campeões e tem gente até que o coloca ao lado de Pelé e Maradona. Mas sabia que existe um recorde da Champions em que Luiz Adriano, hoje no Palmeiras, supera o argentino?

No UOL Esporte Explica, Domitila Becker explica, semanalmente, uma lenda da Champions League. Confira os outros aqui.