PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Mancini dá méritos à Ferroviária e vê bom 1º tempo coletivo do Corinthians

Vagner Mancini comandando o Corinthians em Araraquara contra a Ferroviária - rodrigo Coca / Agência Corinthians
Vagner Mancini comandando o Corinthians em Araraquara contra a Ferroviária Imagem: rodrigo Coca / Agência Corinthians

Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

13/04/2021 23h52

Classificação e Jogos

O técnico Vagner Mancini deixou a Arena Fonte Luminosa, em Araraquara, incomodado com a derrota do Corinthians diante da Ferroviária. Apesar disto, o comandante do Timão viu algo positivo em sua equipe e fez questão de elogiar o rendimento no primeiro tempo. Na etapa final, o Alvinegro levou a virada, fato que o comandante analisou como mérito da equipe da casa.

"O Corinthians foi o protagonista desde o início do jogo. No primeiro tempo, teve mais posse de bola, finalizou mais, não deixou a Ferroviária jogar e eles chegaram em um ou dois lances de contra-ataque apenas, mas o grande conteúdo do jogo ficou na mão do nosso time. Na segunda etapa, a gente vencia e não houve mudança de atitude. Houve, talvez, uma mudança de atitude da Ferroviária. Como tínhamos uma equipe que não vinha jogando, acabou que alguns atletas sentiram a falta de jogo, talvez tenha caído de rendimento na segunda etapa. O Corinthians saiu do intervalo com uma proposta de fazer mais gols", afirmou Mancini ao explicar o fator determinante para a derrota no interior.

Na partida, o Corinthians saiu na frente com Camacho e foi para o intervalo vencendo. No segundo tempo, no entanto, uma falha individual de Xavier e um golaço de falta de Xandão praticamente nos acréscimos liquidaram as esperanças do Timão em deixar Araraquara com algum ponto na mala de viagem. Apesar disso, a equipe é a líder isolada do Grupo A, com oito pontos de vantagem para o Santo André - segundo colocado.

A comissão técnica de Mancini pretende utilizar alguns dos destaques da partida desta terça (13) e utilizá-los na próxima sexta, quando o Timão recebe o São Bento na Neo Química Arena. Enfrentando uma maratona de jogos, o Corinthians deve priorizar as partidas da Sul-Americana e o treinador já deixou claro que pretende fazer um rodízio e utilizar todos os jogadores do elenco.

"Você sabe que tudo no futebol muda constantemente. A nossa ideia é usar um time na sexta e outro no domingo. No último domingo vencemos, e hoje (13) perdemos. A ideia é essa, mas não necessariamente a mesma equipe. Temos que ver quais atletas estão em condições, e eu vi algumas coisas interessantes no nosso time", avisou o comandante corintiano.

Confira outros trechos da coletiva de Vagner Mancini:

Análise do jogo

"Curiosamente, hoje nós vimos um Corinthians diferente do último domingo. O time teve um ótimo primeiro tempo, teve mais posse de bola, finalizou mais ao gol. No segundo tempo, caiu um pouco de produção. Acho que não foi por isso que fomos derrotados, tivemos alguns erros que acabaram influenciando. Mas eu vi um Corinthians que chegou, que jogou na frente, que teve boas possibilidades de gol e também teve alguns erros. São os ajustes que a gente faz."

Sobre o rendimento de Luan e a entrevista concedida na noite de segunda (12)

"Não teve nenhuma influência, óbvio que não. Eu e o Luan sempre conversamos, e eu acho ótimo que ele queira jogar. Ele foi, deu a entrevista, eu nem sabia da entrevista, fiquei sabendo hoje, um pouco antes do jogo. Achei ótimo que o jogador queira jogar. Nós queremos que ele apresente um bom futebol, que sabemos que ele tem. O Luan é um ótimo garoto. Temos uma relação boa, de amizade, de sinceridade. Não vi nada demais na entrevista, só um atleta que quer jogar. Ele quer uma sequência de jogos e pode ter agora. Acho que ele fez um bom jogo, e é importante que nós consigamos recuperá-lo, acho de um significado muito bacana isso."


O técnico fica magoado quando o jogador vai para a imprensa pedir uma chance? Houve alguma conversa sobre isso antes da partida?

"Recebi de forma natural. Eu converso com o Luan quase toda semana. Aquilo que ele falou para a imprensa, ele já falou para mim. E eu já falei para ele aquilo que eu espero do jogador. É importante quando você tem uma relação sincera com o atleta. Pode ser que ele tenha uma outra sequência agora. Eu e o Corinthians somos os maiores beneficiados se ele voltar a ter aquele futebol que sabemos que ele tem."

Aspecto tático

"Acho que hoje, a equipe foi superior taticamente em relação aos últimos jogos. O Corinthians teve mais desenvoltura, conseguiu sair jogando desde o princípio, o Cássio bateu poucos tiros de meta longos e isso ajuda quando você quer qualificar a equipe."

Sobre o volante Xavier

"O atleta fez um bom jogo e, assim como todos os outros atletas, sentiu um pouco por conta do tempo de inatividade, o que é perfeitamente normal. É óbvio que os ajustes são feitos em todas as partidas. A gente analisa, mostra para o atleta e tenta corrigir sempre que for necessário. Mesmo quando você ganha, você tem alguma coisa para ajustar. É importante fazer as correções sempre que possível."

O Corinthians merecia outro resultado?

"Merecia uma sorte melhor, mas futebol é bola na rede. Nos últimos jogos, não tivemos uma boa atuação e vencemos. Temos que parar, pensar e refletir sobre os nossos erros. Acima de tudo, tentar entender o que foi feito hoje para que a equipe possa melhorar. Sexta-feira a equipe joga novamente, então, que esse jogo sirva de exemplo. Uma equipe que já queria ter matado o jogo, teve oportunidades. Fruto talvez de uma inatividade de alguns, talvez de perder a grande oportunidade do jogo e fruto de uma equipe que melhorou na segunda etapa."

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir UOL Corinthians, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Amazon Music e YouTube.

Corinthians