PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Credor do Atlético-MG, Cury tenta bloquear vendas de shopping, Arana e joia

Atlético-MG tem dívida superior a R$ 40 milhões com agente André Cury - Bruno Cantini/Atlético-MG
Atlético-MG tem dívida superior a R$ 40 milhões com agente André Cury Imagem: Bruno Cantini/Atlético-MG

Guilherme Piu e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte e São Paulo

13/04/2021 11h46

O agente André Cury acionou a Justiça pedindo tutela de urgência para bloqueio de possíveis receitas do Atlético-MG por causa de dívidas do clube com o empresário. Especificamente, essa nova ação é um pedido de reconsideração à Justiça no caso que envolve pendência de R$ 800 mil pela venda do lateral Marcos Rocha ao Palmeiras. No geral, o Galo tem uma dívida que supera os R$ 40 milhões, sendo R$ 35.189.617,33 já vencidos. Os advogados do empresário tentam receber os valores por meio de receitas em possíveis vendas do shopping Diamond Mall e dos atletas Guilherme Arana, Allan e Savinho.

O UOL Esporte teve acesso ao documento assinado pela defesa do representante de atletas em que ele solicita reconsideração sobre uma decisão concedida em 25 de março passado. Inicialmente, o pedido de tutela de urgência de Cury foi negado pela Justiça. No entanto, diante da situação financeira do Galo, que tem dívida reconhecida superior a R$ 1 bilhão, o agente tenta reconsideração por parte do magistrado.

Hoje, o Atlético detém 49,9% do Diamond Mall, shopping localizado no bairro de Lourdes, na região centro-sul de Belo Horizonte. O presidente Sérgio Batista Coelho cogita a negociação do espaço para quitar parte da dívida do clube. A defesa de Cury quer inclusive intimar o sócio do Galo no local, a Multiplan Empreendimentos Imobiliários S/A, para receber o seu crédito com o clube. O documento pede que "seja deferida a tutela e determinada a intimação da Multiplan (...) para que proceda o depósito em juízo dos valores devidos ao Réu em razão da participação mensal que possui nos lucros do Shopping Diamond Mall, até o limite do valor desta ação, sugerindo a Autora que tal bloqueio corresponda a 30% do valor mensal devido, sendo assim realizado até a satisfação total do valor desta ação".

Há o pedido também para que "seja deferida a tutela para que seja reservado o valor correspondente desta ação em caso de venda de direitos econômicos dos seguintes atletas do Réu (quem primeiro for negociado): Guilherme Antônio Arana; Allan Rodrigues de Souza e Sávio Moreira de Oliveira (...) para que as referidas entidades lancem esta restrição de valores e comuniquem ao Clube que vier a adquirir os percentuais dos direitos econômicos de um destes atletas (quem primeiro for negociado) que o valor desta ação deverá ser depositado perante este juízo, sob as penas de serem responsabilizadas se assim não fizerem".

O documento ainda detalha a pendência atual do Atlético-MG com o empresário André Cury. De acordo com o pedido, "o Réu (Galo) deve à Autora (Link Assessoria, empresa de Cury) valor superior a R$ 40.000.000,00 (quarenta milhões de reais), tendo em vista que em algumas ações existem parcelas a vencer (demarcadas na tabela abaixo). As referidas ações tramitam no foro de Belo Horizonte/MG; São Paulo/SP e na CNRD (CBF)".

Confira, abaixo, os valores da dívida do Atlético-MG com o agente:

Guilherme Arana - R$ 1.860.000,00
Luan - R$ 672.000,00
Luan - R$ 240.000,00
Lucas Pratto - R$ 4.764.313,08
Marcos Rocha - R$ 800.000,00
Vina - R$ 871.774,19
Rómulo Otero (euro) - R$ 570.625,00
Rómulo Otero (dólar) - R$ 1.076.000,00
Rómulo Otero - R$ 1.364.256,00
Eduardo Vargas - R$ 462.363,75
Rosinei - R$ 222.444,70
Maicosuel - R$ 1.371.420,00
Franco Di Santo - R$ 436.045,21
Frickson Erazo - R$ 7.385.620,00
Frickson Erazo - R$ 417.201,40
Dylan Borrero - R$ 1.173.337,00
José Welison (cessão de crédito) - R$ 1.007.000,00
José Welison (intermediação) R$ 1.677.220,00
David Terans - R$ 1.614.000,00
Leandrinho (intermediação) - R$ 538.000,00
Leandrinho (imagem) - R$ 76.000,00
Denilson - R$ 1.964.800,00
Mansur - R$ 2.731.860,00
Rafael Dudamel - R$ 720.000,00

Atlético-MG