PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Como o Corinthians foi do entusiasmo com Cazares à liberação para o Flu

Dificuldade de Cazares em alcançar sua melhor forma física pesou na decisão do Corinthians  - Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians
Dificuldade de Cazares em alcançar sua melhor forma física pesou na decisão do Corinthians Imagem: Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians

Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

13/04/2021 04h00

Classificação e Jogos

Camisa 10 do Corinthians até o fim da tarde de ontem (12), o meia Cazares acertou ida ao Fluminense. Em pouquíssimo tempo, o equatoriano deixou o status de titular incontestável no Alvinegro para ser negociado com o Tricolor das Laranjeiras sem qualquer tipo de resistência da diretoria corintiana. O valor do contrato e o rendimento do atleta em campo e nos treinamentos pesaram na decisão.

No início desta temporada, o empresário André Cury, representante do meio-campista, sentou com a cúpula corintiana para acertar os termos de uma renovação contratual. O Corinthians sinalizou positivamente para a assinatura de novo vínculo, mas, logo em seguida, mudou o posicionamento, avisou o atleta e seu representante e optou em liberar Cazares para fechar com o Fluminense.

O valor do salário do meia foi determinante para a decisão do Alvinegro. Cazares ganhava R$ 370 mil mensais e pediu aumento de R$ 130 mil para renovar o contrato, que se encerrava em 30 de junho. Em grave crise financeira e trabalhando para cortar gastos em todos os departamentos, o Corinthians entendeu que o custo-benefício do jogador não era interessante para o atual momento do clube.

O rendimento em campo, sobretudo nos primeiros jogos do ano, não agradou à comissão técnica. Das oito partidas do Corinthians na temporada 2021, o camisa 10 foi titular em apenas duas. O meia sofreu lesão no começo do ano, após o término do Brasileirão 2020, e demorou mais do que o esperado para voltar. Quando foi liberado, enfrentou problemas para alcançar sua melhor forma física e brigou com a balança.

"Procuro ser justo e leal com o atleta, tenho que ser leal dessa forma. O Cazares está acima do peso ainda um pouquinho. Quando recuperar a forma física, tem totais condições de jogar, e isso serve para todos os jogadores", afirmou o técnico Vagner Mancini, em entrevista à Rádio Bandeirantes, no início de abril.

No fim, sem uma resposta do jogador nos treinamentos e nos jogos, o Corinthians achou melhor economizar dinheiro. O foco da atual gestão é equilibrar as finanças do clube e apostar nos garotos da base. Neste cenário, um contrato longo e com aumento salarial com Cazares não se encaixava no projeto da diretoria.

Corinthians