PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Hotéis, jatinho e mais: as ofertas do PSG por Neymar, segundo ex-agente

Neymar arranca com a bola dominada em jogo entre PSG e Bayern de Munique pela Liga dos Campeões - Alexander Hassenstein/Getty Images
Neymar arranca com a bola dominada em jogo entre PSG e Bayern de Munique pela Liga dos Campeões Imagem: Alexander Hassenstein/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

12/04/2021 11h18

Wagner Ribeiro. ex-empresário de Neymar, contou detalhes de como foi a primeira conversa entre a equipe do craque e os dirigentes do Paris Saint-Germain. Segundo Ribeiro, o clube ofereceu um salário expressivo, uma rede de hotéis em nome dele e seu nome na Torre Eiffel, em Paris.

"No verão de 2016, nos encontramos em Ibiza com Neymar, seu pai, Nasser Al-Khelaïfi [presidente do PSG] e Olivier [então diretor esportivo]. Nos conhecemos no último andar de um hotel. Nasser fez uma proposta maravilhosa: Neymar ganhava 11 milhões de euros (R$ 74 milhões) por ano no Barça. Ele ofereceu-lhe 26 milhões de euros (R$ 175 milhões). Eu pedi 40 [milhões] (R$ 269 milhões)", disse Ribeiro à revista francesa L'equipe.

"Ele [Nasser] respondeu que ia estudar a questão, que poderia dar-lhe uma rede de hotéis em seu nome - na qual ele teria recebido uma porcentagem - um jato particular para fazer suas viagens entre Europa e Brasil, e que ele colocaria seu nome na Torre Eiffel. Foi uma loucura! ", disse o ex-agente.

Mas as discussões continuam assim. "Neymar não queria ir para Paris. Ele estava feliz em Barça e o pai de Neymar aproveitou para negociar para estender o contrato do filho. Ele recebia 28 milhões de euros (R$ 188 milhões) por ano".

Neymar assinou por duas temporadas com o clube parisiense no ano seguinte - sem Wagner Ribeiro, que foi substituído por Pini Zahavi. O PSG pagou ao Barça 222 milhões de euros (aproximadamente R$ 1,5 bilhão) e ofereceu um salário líquido de 36 milhões de euros (R$ 240 milhões) por ano para o craque.

Esporte