PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Grêmio: lesão, covid-19 e expulsão fazem defesa ter oito desfalques

Kannemann é esperança do Grêmio para evitar improvisação ou chance a quem está de saída - Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Kannemann é esperança do Grêmio para evitar improvisação ou chance a quem está de saída Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

10/04/2021 11h00

Classificação e Jogos

Paulo Victor, Vanderson, Victor Ferraz, Paulo Miranda, Emanuel, Geromel, Kannemann e mais recentemente Ruan. Hoje (10), todos eles são desfalques no Grêmio. E as oito baixas na defesa aumentam os problemas para o jogo de volta contra o Independiente Del Valle-EQU, pela 3ª fase preliminar da Copa Libertadores. Além de precisar vencer em Porto Alegre, o time gaúcho pode ser obrigado a improvisar ou usar alguém fora dos planos na decisão de quarta-feira (14). A torcida é para que Walter Kannemann volte a tempo.

O argentino não tem lesão, mas será reavaliado para saber se pode atuar na Arena do Grêmio. Kannemann apresentou desconforto muscular e ainda não atuou na temporada 2021.

Ou seja, mesmo que Kannemann seja liberado pelos médicos, vai atuar contra o Del Valle sem ritmo de jogo. Quem segue fora, com certeza, é Pedro Geromel. O camisa 3 finaliza recuperação de lesão no tornozelo, contraída em Gre-Nal do Brasileirão, em fevereiro.

A lista de problemas aumentou durante o jogo com o Independiente Del Valle. Ruan levou segundo amarelo ao cometer pênalti e foi expulso. O camisa 44 havia se afirmado como suplente imediato com boas atuações recentes, mas não vai atuar na quarta-feira.

Entre as ausências de Geromel e Kannemann e a expulsão de Ruan, outras baixas aconteceram. Paulo Miranda está em reta final de isolamento após testar positivo para covid-19. E durante a viagem, Vanderson, Victor Ferraz e Emanuel foram afastados — o primeiro por ter diagnosticada infecção por novo coronavírus e os demais por apresentarem sintomas, mesmo com resultados negativos.

A consequência de tantos desfalques é um dilema. Improvisar ou usar quem já foi liberado para deixar o clube muito em breve. David Braz, que deve assinar com o Fluminense, só viajou para agregar experiência em meio a um plantel muito jovem. Acabou entrando contra o Del Valle e foi até capitão. E tem boa chance de atuar no reencontro com os equatorianos.

Se o caminho escolhido for a improvisação, Bruno Cortez é o principal candidato. O zagueiro também entrou no decorrer do jogo de ida com o time do Equador.

Brenno chegou a torcer o tornozelo direito durante a partida em Assunção, mas não deve ser desfalque. Assim, está garantido no time ao lado de Rodrigues e Diogo Barbosa. As outras duas vagas, de lateral direito e zagueiro, ainda precisam ser preenchidas.

Futebol