PUBLICIDADE
Topo

Libertadores - 2021

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Colunistas: Quem se deu bem e quem se deu mal no sorteio da Libertadores

Divulgação/Conmebol Libertadores
Imagem: Divulgação/Conmebol Libertadores

Do UOL, em Santos (SP)

09/04/2021 16h06

Resumo da notícia

  • Colunistas dizem quem se deu bem e quem se deu mal no sorteio da Libertadores
  • Milton Neves: "O Palmeiras foi o grande ?perdedor" do sorteio. Grupo dificílimo"
  • Menon: "Não há grupo da morte, haveria se Santos ou Grêmio caíssem no grupo do SP"
  • Julio Gomes: "Flamengo, entre os brasileiros, foi quem pegou o grupo mais chato"
  • "O Inter pode comemorar que a sorte lhe sorriu", analisa o colunista Rafael Reis
Classificação e Jogos

Os times brasileiros presentes na Copa Libertadores 2021 conheceram na tarde de hoje (9), em sorteio realizado no Paraguai, quais serão seus adversários na fase de grupos da competição continental.

Quem se deu bem e quem se deu mal no sorteio? Os colunistas do UOL Esporte deram suas opiniões. Relembre os grupos e veja o que eles disseram a respeito das chaves:

  • Grupo A: Palmeiras, Defensa y Justicia (ARG), Universitario (PER) e o vencedor de Independiente del Valle x Grêmio.
  • Grupo B: Olímpia (PAR), Internacional, Deportivo Táchira (VEN) e Always Ready (BOL)
  • Grupo C: Boca Juniors (ARG), Barcelona (EQU), The Strongest (BOL) e vencedor de San Lorenzo x Santos
  • Grupo D: River Plate (ARG), Independiente Santa Fé (COL), Fluminense e vencedor de Bolívar x Junior Barranquilla
  • Grupo E: São Paulo, Racing (ARG), Sporting Cristal (PER) e Rentistas (URU)
  • Grupo F: Nacional (URU), Universidad Católica (CHI), Argentinos Juniors (ARG) e vencedor de Libertad x Atlético Nacional
  • Grupo G: Flamengo, LDU (EQU), Vélez (ARG) e Unión la Calera (CHI)
  • Grupo H: Cerro Porteño (PAR), Atlético-MG, América de Cali (COL) e Deportivo la Guaira (VEN)

Fluminense se deu mal. River Plate e viagens complicadas, ainda mais se for o Bolivar. Atlético e Inter têm os grupos mais acessíveis.
ANDRÉ ROCHA

Vi um equilíbrio e nenhum "grupo da morte". Pra mim, Inter e Atlético têm caminhos mais fáceis. O Fluminense, o mais complicado. Se Grêmio for pro grupo do Palmeiras, vai ficar mais difícil. Mas isso só vale até a bola rolar.
ANDREI KAMPFF

O Palmeiras ficou com o grupo mais difícil, independentemente de quem ficar com a última vaga: Grêmio ou Independiente del Valle. Não é de hoje que o Defensa y Justicia tem dado o que falar. Já o São Paulo ficou com o grupo mais acessível: Sporting Cristal e Rentistas teoricamente não devem dar tanto trabalho. O Racing, apesar da tradição, também não tem lá um grande time hoje.
BRUNO ANDRADE

Os tricolores! O do Rio se deu muito mal e o de São Paulo se deu muito bem.
JUCA KFOURI

Flamengo, entre os brasileiros, foi quem pegou o grupo mais chato. Nenhum jogo será molezinha. Inter e Atlético-MG se deram bem e foram os sortudos do sorteio.
JULIO GOMES

Flamengo pegou o pior grupo, Atlético, Inter e São Paulo os melhores, pois não têm mais do que um adversário de maior peso em suas chaves, ou seja, amplas chances de duplas mais fortes, das quais fazem parte, avançarem. Santos, passando pelo San Lorenzo, e Fluminense em grupos nos quais a classificação é muito viável, sem dúvida. O do Palmeiras tem um time traiçoeiro, o Defensa y Justicia, mas se o Grêmio nele ingressar, o favoritismo será dos dois brasileiros.
MAURO CEZAR

Não há grupo da Morte. Haveria, por exemplo se Santos ou Grêmio caíssem no Grupo do São Paulo. Inter, Galo e São Paulo tem os grupos mais fáceis. O Fluminense tem o grupo mais difícil.
MENON

O Palmeiras foi o grande "perdedor" do sorteio. Grupo dificílimo e o atual campeão corre sério risco de ficar pelo caminho. A vida do Flamengo não será fácil, mas, hoje, o Mengão passa mais confiança que o Verdão. Fluminense e Santos estão encrencados, enquanto Atlético-MG, Internacional e São Paulo terão tarefas menos complicadas.
MILTON NEVES

Em tese, o Internacional teve mais sorte. Dá para passar sem sustos. Quem se deu mal mesmo foram LDU, Vélez e Unión la Calera. Enfrentar o Flamengo é o pior cenário.
PERRONE

O sorteio da Libertadores não criou nenhum grupo inacessível. Santos, Fluminense, Palmeiras e Grêmio pegaram chaves com algumas armadilhas, mas nada no nível "grupo da morte". O Inter, com adversários de Bolívia (mesmo com uma altitude cruel) e Venezuela, pode comemorar que a sorte lhe sorriu.
RAFAEL REIS

São Paulo, Atlético-MG e Inter se deram bem. O tricolor paulista terá apenas o Racing-ARG como adversário complicado. O Galo pegará dois times com tradição no torneio (Cerro Porteño e América de Cali), mas que hoje não assustam. Já o Inter terá um boliviano e um venezuelano no grupo. Por outro lado, o Flamengo pegou o pior grupo, com um argentino (Vélez Sarsfield), que é sempre uma pedra no sapato, e a LDU Quito, que costuma se dar muito bem jogando em casa, altitude.
RODOLFO RODRIGUES

Sempre ainda no campo da teoria, pois muitos times ainda estão se ajustando, acredito que o Internacional foi o mais beneficiado pelo sorteio, mesmo pegando a altitude desumana contra o Always Ready. O Fluminense pega o grupo mais difícil a meu ver, principalmente se levarmos em consideração o nível do time e algumas características de seus adversários. O Flamengo também tem uma pedreira, mas possui um time capaz de vencer qualquer rival sul-americano em qualquer lugar.
RODRIGO COUTINHO

Fluminense tem o caminho mais difícil para a classificação com River e dois adversários médios (possivelmente altitude com Bolivar). Palmeiras e Flamengo também não têm vida fácil, embora sejam favoritos em seus grupos. Com a possiblidade do Grêmio ou Del Valle, o time alviverde ainda tem confrontos que não são garantidos como demonstrou a final da Recopa. Já a equipe rubro-negra terá duas equipes tradicionais na Libertadores. Sorte mesmo tiveram Inter e Galo que, mesmo no pote 2, evitaram os grandes argentinos e não têm nenhum bicho papão no grupo.
RODRIGO MATTOS

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL