PUBLICIDADE
Topo

Esporte

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Atuação de gala ou expulsão boba: qual é o verdadeiro Neymar? Mauro analisa

Do UOL, em São Paulo

08/04/2021 18h40

Neymar teve atuação de gala na vitória por 3 a 2 do Paris Saint-Germain contra o Bayern de Munique, na última quarta-feira (7), pelo jogo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões. Foram duas assistências do craque brasileiro que ajudaram o PSG a abrir vantagem por uma vaga na semifinal. Quatro dias antes, o brasileiro viveu situação bastante diferente: derrota e expulsão na partida contra o Lille, pelo Campeonato Francês.

Afinal, qual dos dois é o "verdadeiro" Neymar? O colunista do UOL Mauro Cezar Pereira analisou o assunto no quadro "Fala, Maurão".

"Neymar, no final de semana, foi um personagem negativo. Não só participou da derrota para o Lille, como foi tolamente expulso. Isso pegou muito mal, a imprensa francesa criticou muito, e as críticas foram pertinentes. Só que Neymar brilhou contra o Bayern, deu duas assistências. Dois passes de Neymar se transformaram em gol, sendo o segundo deles, para Marquinhos, espetacular", destacou Mauro.

"Qual é o verdadeiro Neymar, afinal? Os dois. O Neymar é isso. Extremos, altos e baixos, instabilidade. Uma pena... Pelo talento que tem, se tivesse mais controle dos nervos, equilíbrio, mais regularidade, seria o melhor do mundo, como muitos dizem que ele sonha se transformar um dia", completou.

Mauro Cezar comparou ainda o desempenho recente do brasileiro com o do atacante Mbappé, seu companheiro de Paris Saint-Germain. O jovem francês anotou dois gols na vitória diante do Bayern.

"Por tudo isso, [Neymar] é ofuscado pelo Mbappé. Hoje, o jovem atacante é mais regular, mais presente e mais decisivo do que Neymar. Se Neymar fosse mais vezes aquele da Alemanha e menos aquele do jogo do final de semana na França, no mínimo ele equivaleria com o talento do Mbappé, talvez até superasse. Mas irregularidade do Neymar mostra que ele é isso, infelizmente para a seleção brasileira e para o Paris Saint-Germain", finalizou.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Esporte