PUBLICIDADE
Topo

Sport

Presidente do Sport credita saída de Jair a limite de troca no Brasileiro

Jair Ventura comanda o Sport em jogo contra o Corinthians na Neo Química Arena - Marcello Zambrana/AGIF
Jair Ventura comanda o Sport em jogo contra o Corinthians na Neo Química Arena Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Do UOL, em São Paulo

07/04/2021 20h06

O presidente do Sport, Milton Bivar, disse hoje que a demissão do técnico Jair Ventura no mercado da bola, após derrota na Copa do Nordeste, tem relação direta com a nova regra para a troca de técnicos que passará a vigorar na edição deste ano do Campeonato Brasileiro.

"É grande treinador, rapaz de família, amigo que fiz. Tá um pouco magoado comigo, normal. Mas pesou o fato de só poder trocar uma vez de treinador no Brasileiro. Era preocupante devido ao desgaste que vinha sofrendo com o pessoal que vinha fazendo campanha. Havia desgaste e passou isso para torcida", disse Bivar em entrevista ao "Canal do Nicola" no YouTube.

O presidente se refere à regra aprovada pelo Conselho Técnico do Brasileiro da Série A que aprovou a limitação de troca de técnico. Cada equipe só poderá demitir um técnico. O mesmo vale para o pedido de demissão por parte do treinador.

Segundo Bivar, seria "temerário" começar o Brasileirão com um técnico com relação já desgastada.

"Seria temerário iniciar o campeonato onde só pode fazer uma troca com um treinador um tanto quanto desgastado com a torcida e com a imprensa. Vamos trazer um treinador que terá uns 50 dias para trabalhar, da maneira que ele quer, até requisitar duas ou três contratações", disse o presidente.

Sport