PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Gaviões explica demora pela vaquinha e aguarda informações do Corinthians

Gaviões da Fiel no CT Joaquim Grava - Samir Carvalho/UOL Esporte
Gaviões da Fiel no CT Joaquim Grava Imagem: Samir Carvalho/UOL Esporte

Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

07/04/2021 22h54

Classificação e Jogos

Responsável pela proposta da vaquinha virtual para o pagamento da dívida contraída pelo Corinthians para o pagamento da Neo Química Arena, a Gaviões da Fiel publicou uma nota na noite desta quarta (7) para explicar alguns pontos sobre o andamento do projeto. De acordo com a Torcida, a mobilização voluntária ainda não saiu do papel já que alguns termos do contrato assinado pelo clube com a Caixa Econômica Federal não foram esclarecidos.

"Até o momento não há nenhum projeto estruturado e/ou formalizado por parte dos Gaviões da Fiel, pois ainda há muitas questões que precisam ser aprofundadas, como o contrato entre Corinthians x Caixa / Corinthians x Neo Química, entre outros fatores", escreveu a Gaviões em nota oficial publicada em suas redes sociais.

Atualmente, o Corinthians tem uma dívida estimada em mais de R$ 530 milhões pelo empréstimo contraído para a construção de seu estádio no bairro de Itaquera, no extremo leste da cidade de São Paulo. A proposta da Gaviões é fazer a vaquinha para quitar este valor e livrar o clube da dívida milionária.

O projeto, no entanto, precisa ser estudado antes que a torcida realize o lançamento oficial da vaquinha. Hoje (7), uma comissão da Organizada se reuniu com José Colagrossi Neto - superintendente de marketing, comunicação e inovação do clube - para apresentar a proposta de forma oficial. A Gaviões espera que o Corinthians forneça mais informações sobre os contratos do estádio antes de iniciar a mobilização virtual com os torcedores e os pedidos de doação.

Leia, na íntegra, a nota publicada pela Torcida:

"Em junho de 2020, foi levantada uma discussão entre os membros da comissão interna formada por sócios dos Gaviões da Fiel (a implementação da comissão foi feita com fundamento no artigo 22, inciso IX, do estatuto da entidade) de que forma a Fiel Torcida poderia ajudar o clube a quitar a dívida do estádio, entre elas, os projetos que ficaram em evidência foram a "vaquinha virtual" e a comercialização de um produto específico que teria seu lucro destinado ao pagamento dessa dívida. Mesmo após muita repercussão em redes sociais e na imprensa, o assunto continuou sendo estudado por parte da comissão, que tem analisado as diversas ações que podem ser realizadas para que o clube consiga quitar a curto prazo a Arena.

Até o momento não há nenhum projeto estruturado e/ou formalizado por parte dos Gaviões da Fiel, pois ainda há muitas questões que precisam ser aprofundadas, como o contrato entre Corinthians x Caixa / Corinthians x Neo Química, entre outros fatores.

Por conta da pandemia, a comissão dos Gaviões não conseguiu se reunir com os responsáveis para ter acesso às informações necessárias para seguir com a construção do projeto. O que os Gaviões da Fiel têm discutido internamente são as premissas para que uma ação de grande proporção como essa possa acontecer na prática, como por exemplo:

- Ter o valor real da dívida da Arena oficializado;
- Ter uma empresa independente para auditar e fiscalizar todo o processo;
- Que o dinheiro seja direcionado para uma conta específica com a Caixa;
- Ter uma página online de transparência dedicado para que todos os torcedores possam acompanhar o status do projeto/ação;
- Acompanhamento e gestão do projeto por corinthianos notáveis e reconhecidos em sua área de atuação.

Ao longo dos últimos meses, temos buscado ouvir diversas fontes sobre o tema, entre elas, a nova diretoria do Clube, que após reunião realizada nesta semana, já se posicionou de forma positiva e aceitou participar de uma ação conjunta com a Torcida por meio de um projeto que seja viável ao que estamos buscando.

Por fim, gostaríamos de reafirmar que o projeto está direcionado no pagamento da dívida do estádio e não nas demais dívidas do clube - como foi noticiado pelos canais de imprensa.

Além disso, qualquer projeto que entendemos ser um caminho viável para ajudar o Clube a pagar a Arena, contará com o envolvimento e participação dos torcedores por meio de uma consulta pública, aprovação do Conselho Deliberativo da nossa entidade e demais envolvidos no processo.

E lembrem-se que continuaremos abertos para receber qualquer ideia construtiva seja de sócio ou não dos Gaviões da Fiel, pois o nosso maior objetivo é ver o Corinthians forte dentro e fora de campo"

Corinthians