PUBLICIDADE
Topo

Liga dos Campeões - 2020/2021

Foden marca no fim, City vence Dortmund e abre vantagem na Champions

Jogadores do City comemoram segundo gol contra o Borussia Dortmund - PHIL NOBLE/REUTERS
Jogadores do City comemoram segundo gol contra o Borussia Dortmund Imagem: PHIL NOBLE/REUTERS

Do UOL, em São Paulo

06/04/2021 17h56

Classificação e Jogos

O Manchester City venceu o Borussia Dortmund por 2 a 1 na primeira partida das quartas de final da Liga dos Campeões, no Etihad Stadium, na Inglaterra. Kevin De Bruyne e Foden marcaram para os ingleses. Marco Reus fez para os alemães.

O belga De Bruyne foi o cérebro do City na partida, criando jogadas de perigo e ainda anotando um gol. Do lado do Borussia, a jovem estrela Haaland não marcou, mas foi fundamental na criação de jogadas perigosas e deu uma bela assistência que resultou no gol de Reus.

O resultado positivo do City veio após um "susto". O time inglês pressionou, perdeu chances de gol e quase ficou no empata após Reus marcar já na reta final da partida. Foden, que havia perdido uma oportunidade clara, desempatou.

A vitória deixa o time de Pep Guardiola mais perto da vaga nas semifinais. Um empate no jogo de volta classifica o clube inglês. O confronto de volta está marcado para quarta-feira (14), às 16h, no Signal Iduna Park. Antes disso, no sábado (10), o City enfrenta Leeds, pelo Campeonato Inglês, às 8h30, e o Borussia recebe o Stuttgart, às 13h30.

O jogo

Haaland criou a primeira chance de perigo dos alemães nos primeiros minutos de partida. Aos sete minutos, o norueguês deu um belo passe para Bellingham dentro da área, mas o goleiro Ederson foi rápido na defesa.

De Bruyne abriu o placar para o City aos 18, em jogada construída após um erro de passe de Can no meio de campo. Foden recebeu aberto pela esquerda e cruzou rasteiro para Mahrez. Sem ângulo para finalizar, o argelino teve tranquilidade para rolar para o belga na pequena área, que venceu o goleiro.

O VAR impediu que Can fosse novamente o vilão do Borussia. O camisa 23 fez o movimento de chute e resvalou em Rodri, mas ao revisar a jogada no monitor, o árbitro Ovidiu Hategan decidiu anular a marcação.

Aos 37, em uma das raras oportunidades na primeira etapa, Ederson saiu do gol e se complicou na disputa com Bellingham, que completou para o gol vazio. O juiz viu uma solada do atacante do Borussia no goleiro brasileiro, e o lance não valeu.

Apagado no primeiro tempo, Haaland por muito pouco não empatou logo na volta dos vestiários ao chutar cruzado contra o gol de Ederson, que fechou o ângulo e ficou com a bola. Reus tentou o gol de empate de falta, mas parou na barreira. No rebote, a bola foi para fora.

Aos 19, Hitz fez uma defesaça com os pés e impediu que Foden finalizasse quase que dentro da pequena área, após passe de De Bruyne. Mesmo melhor na partida, o City enfrentava um jogo perigoso com uma vantagem apertada, e apostava na paciência e no toque de bola para tentar decidir.

Quem marcou, porém, foi o Borussia. Com um passe açucarado de Haaland, que escapou muito bem da marcação, Reus bateu na saída de Ederson e deixar tudo igual no placar.

Aos 44, Foden não vacilou. Depois de perder oportunidades de sacramentar a vitória, ele colocou o City de novo à frente em jogada iniciada por Kevin De Bruyne. Gundogan dominou na pequena área e rolou para o meio, onde o camisa 47 bateu cruzado para tirar do goleiro Hitz.