PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Atlético-MG fecha com São Paulo o empréstimo do volante Tchê Tchê

Tchê Tchê chega ao Galo por empréstimo, mas com os direitos econômicos fixados - Rubens Chiri/São Paulo
Tchê Tchê chega ao Galo por empréstimo, mas com os direitos econômicos fixados Imagem: Rubens Chiri/São Paulo

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

06/04/2021 14h18

Classificação e Jogos

O Atlético-MG contratou, a pedido do técnico Cuca, o volante Tchê Tchê, de 28 anos. O jogador chega emprestado pelo São Paulo até maio de 2022 e o anúncio da contratação foi feito hoje por meio das redes sociais do clube alvinegro, que brincou com o uso de figurinhas — emojis — no Twitter e um vídeo com o Tiktoker Gustavo Tubarão.

Polivalente, Tchê Tchê trabalhará com Cuca no terceiro clube. A dupla esteve junta no Palmeiras (entre 2016 e 2017), no São Paulo (2019) e agora no Atlético-MG. O meio-campista é um dos homens de confiança de Cuca, tanto que teve o seu nome indicado agora para reforçar o elenco do Galo.

Tchê Tchê deixa o São Paulo para aliviar o caixa do Tricolor Paulista, que deseja baixar em pelo menos 15% o valor de sua folha salarial, em um comparativo com o valor que era gasto até o fim de 2020. O time do Morumbi ainda deve R$ 22 milhões ao Dínamo de Kiev pela contratação do meio-campista em março de 2019.

Os vencimentos do volante contando salário na carteira de trabalho, direito de imagem e impostos chega aos R$ 500 mil, segundo apurou o UOL Esporte.

Com a camisa tricolor Tchê Tchê disputou 98 partidas e marcou seis gols. Ele vem para o Galo para aumentar as possibilidades táticas de Cuca.

Motivo da contratação

Tchê Tchê pode ser o início da resolução de uma importante dúvida de Cuca. O técnico, até por sua recente volta ao Galo, ainda não tem o seu time titular definido e possui incertezas quanto ao 11 inicial.

A contratação de Tchê Tchê abrirá leques de possibilidades para Cuca. O jogador deve chegar para disputar posição com Allan e Jair, e ajudar na transição das jogadas de meio para o ataque. E pela polivalência do meio-campista o treinador poderá utilizá-lo em outras funções.

Um dos principais motivos de Cuca gostar tanto de Tchê Tchê é a polivalência do jogador. O volante chegou a ter fama de "todo-campista" por ocupar bem a faixa central do campo e se fazer presente tanto na parte defensiva quanto ofensiva. Mesmo sem pisar tanto na área adversária, o volante foi experimentado pelo treinador em diversas posições, lateral direito, esquerdo, ponta e volante, lugar preferido do atleta no gramado.

Cuca também é admirador das valências agilidade, passe, movimentação, chute de média distância e passe final de Tchê Tchê. De acordo com o site SofaScore, especializado em estatísticas do futebol, dentre 53 volantes com pelo menos 50% dos jogos disputados na última edição do Campeonato Brasileiro, Tchê Tchê foi o 1º em acerto de passes (93% de efetividade).

O volante também foi o 2º em gols (quatro), o 14º em assistências (duas), o 20º em passes longos (68% de efetividade), o 36º em duelos ganhos (47%), o 40º com mais faltas cometidas (31) e só o 47º em desarmes (24), fundamento esse último que foi motivo de críticas por parte de torcedores do São Paulo recentemente.

Com a chegada de Tchê Tchê o Galo terá dez jogadores disponíveis para o meio-campo. Ao lado do volante estarão também os argentinos Nacho Fernández e Matías Zaracho, o equatoriano Alan Franco, Jair, Nathan, Allan, o colombiano Dylan Borrero, além de Hyoran e Calebe.

Atlético-MG