PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Por que Cazares tem acordo costurado com o Corinthians e ainda não assinou?

Cazares foi anunciado pelo Corinthians no fim de setembro de 2020 - Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Cazares foi anunciado pelo Corinthians no fim de setembro de 2020 Imagem: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Yago Rudá

Colaboração para o UOL, em São Paulo

31/03/2021 04h00

Classificação e Jogos

O equatoriano Juan Cazares vive a expectativa de assinar a renovação de seu contrato com o Corinthians. O meia encaminhou novo acordo de três anos com o Timão, que será válido até o fim de dezembro de 2024 e com direito a aumento salarial. Mesmo tendo acenado positivamente aos agentes do jogador, a diretoria ainda adota cautela e deve assinar o vínculo apenas no meio do ano, quando se encerra o atual vínculo.

Os empresários de Cazares e o Corinthians costuraram o acordo no início de março. O clube paulista oferecerá contrato de três temporadas, irá equiparar os salários recebidos pelo jogador na época em que defendia o Atlético-MG, estimados em R$ 500 mil mensais, e manterá a mesma divisão dos direitos econômicos do atleta — 80% pertencentes ao Corinthians e 20% ao Galo.

Mesmo com o acordo costurado, a diretoria corintiana ainda foca na resolução de pendências do elenco, como as negociações para as saídas de Everaldo, Michel Macedo e Fessin e as conversas para as renovações de Jemerson e Otero. No atual cenário, a tendência é de que os dois últimos atletas, que possuem contrato até 31 de junho, não permaneçam no CT Joaquim Grava.

As indefinições com outros nomes do elenco, a incerteza do calendário do futebol brasileiro devido à pandemia de Covid-19 e, claro, o prazo que ainda resta no atual contrato de Cazares dão tempo para o Corinthians adiar a renovação. A postura do clube é vista como prática comum no mercado da bola e não preocupa os representantes do equatoriano.

Nos últimos três jogos do Alvinegro na temporada, Cazares foi titular em apenas um deles e acumulou 104 minutos em campo, o que gerou críticas da torcida. O jogador ainda trabalha para atingir sua melhor forma física depois de uma sequência apertada de partidas na reta final da temporada passada.

Ao todo, desde que chegou ao Corinthians, o equatoriano soma cinco assistências e três gols, sendo participativo no sistema ofensivo e apontado como um dos raros diferenciais técnicos da equipe

Corinthians