PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Projeto e reforços: a lista de 'exigências' de Messi para ficar no Barça

Lionel Messi, durante partida entre Barcelona e Cadiz - Josep LAGO / AFP
Lionel Messi, durante partida entre Barcelona e Cadiz Imagem: Josep LAGO / AFP

Colaboração para o UOL, em São Paulo

31/03/2021 16h08

O contrato de Lionel Messi com o Barcelona acaba em junho de 2021. A situação já faz o jogador argentino pensar nas possibilidades de renovar, ou não, seu vínculo com o clube espanhol.

De acordo com o jornal catalão 'Sport', o camisa 10 argentino teria uma espécie de "lista de exigências" para seguir na Espanha e não deixar a equipe que defende há 15 anos.

Projeto vencedor:

A primeira delas seria um projeto vencedor. Ao que tudo indica, Lionel só seguiria no Barcelona caso fosse apresentado um projeto que o convença de que terá uma equipe competitiva ao ponto de disputar uma Liga dos Campeões.

A última vez que o clube espanhol levantou a 'orelhuda' foi na temporada 2014-15. Desde então foram quatro eliminações nas quartas de final, uma na semifinal e a mais recente nas oitavas de final.

Financeiro e Infraestrutura:

Atrelado a isso, existe a questão sobre o que o Barcelona poderá oferecer para que Messi siga em alto nível até a convocação para a Copa do Mundo de 2022, que pode ser sua ultima pela Argentina, tanto financeiramente, quanto de estrutura.

Segundo um levantamento feito pela revista Forbes em janeiro de 2021. O salário mensal do argentino é avaliado em, aproximadamente, R$ 55 milhões. Estima-se que isso deva se manter, ou até mesmo ter certos aumentos. O que vai contra a situação financeira do clube atualmente.

Contratações:

Além do projeto, as contratações também seriam um ponto levantado pelo atleta. Para que um esquema vencedor seja montado, alguns nomes de peso teriam que integrar ao elenco, seja de jovens, como Haaland, ou de jogadores experientes, como Aguero, Depay, Wijnaldum e outros.

Porém, como já foi levantado pelo novo mandatário do clube espanhol, a crise financeira causada pela pandemia de covid-19 pode influenciar diretamente no momento de negociações, por isso, ainda estão em aberto os possíveis reforços que podem agregar ao elenco de Ronald Koeman.

Tendo isso, pode ser que Joan Laporta consiga manter Messi em solos espanhóis por mais alguns anos e retome a expressividade do Barcelona no cenário europeu.

Entenda o caso

Em agosto de 2020 uma possível saída do jogador veio à tona por conta de uma sequência de fatos. Desde a goleada na eliminação da Liga dos Campeões, contra o Bayern de Munique, até possíveis rusgas com o então presidente da época, Josep Maria Bartomeu.

No mês seguinte, Messi anunciou em uma entrevista ao site 'Goal', que seguiria no Barcelona para cumprir seu contrato e não daria nenhuma certeza sobre seu futuro Na ocasião, ele só não deixou o clube por conta de uma alta multa que teria que pagar para rescindir seu contrato.

Esporte