PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Palmeiras jogará a Recopa em Brasília por Supercopa do Brasil e veto em SP

Estádio Mané Garrincha vai receber o jogo da Recopa Sul-Americana - Alexandre Vidal/CRF
Estádio Mané Garrincha vai receber o jogo da Recopa Sul-Americana Imagem: Alexandre Vidal/CRF

Marcel Rizzo e Thiago Ferri

Do UOL, em São Paulo

30/03/2021 13h36

Classificação e Jogos

O Palmeiras vai mandar o seu jogo da Recopa Sul-Americana contra o Defensa y Justicia, da Argentina, dia 14 de abril, no estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF). O clube decidiu escolher o local por uma questão de logística, já que deve fazer a Supercopa do Brasil, contra o Flamengo, três dias antes, também no Distrito Federal, e diante das restrições em São Paulo por conta da pandemia do coronavírus.

Por regulamento, os clubes precisam comunicar à Conmebol com 15 dias de antecedência onde vão mandar sua partida. A entidade precisa ter tempo para preparar o estádio com envelopamento das marcas dos patrocinadores e programar o envio de equipamentos e profissionais de empresas terceirizadas para a transmissão de TV.

Neste momento, o estado de São Paulo está na fase emergencial do plano de combate à covid-19 e as partidas estão suspensas por enquanto até o dia 11 de abril. A Federação Paulista de Futebol tenta convencer as entidades de saúde de que é possível ter jogos, mas a decisão por enquanto permanece, e não há garantias de que a partir do dia 12 os jogos poderão voltar.

Como enfrentará o Flamengo no dia 11, provavelmente no Mané Garrincha, o Palmeiras entendeu que seria o ideal prolongar a estadia em Brasília por mais três dias, manter-se em um esquema de bolha, com saídas do hotel apenas para treinos e jogos.

Diante da incerteza da situação da pandemia no Brasil, a Conmebol chegou a colocar Assunção como porto seguro para os clubes, caso o país proibisse o futebol ou fechasse as fronteiras para estrangeiros. Ainda assim, a prioridade sempre foi encontrar um lugar dentro do próprio Brasil para mandar a partida do Verdão.

Palmeiras