PUBLICIDADE
Topo

Grêmio

Grêmio esquenta mercado e acerta contratação do lateral Rafinha

Rafinha acertou contrato com o Grêmio reduzindo pedida salarial e por um ano - Reprodução
Rafinha acertou contrato com o Grêmio reduzindo pedida salarial e por um ano Imagem: Reprodução

Marinho Saldanha e Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

27/03/2021 18h56Atualizada em 27/03/2021 20h41

O Grêmio aqueceu o mercado da bola e acertou a contratação do lateral direito Rafinha, que está livre no mercado. O jogador assina contrato até o fim do ano com o Tricolor. A negociação teve idas e vindas e é pedido do técnico Renato Gaúcho. A prioridade do veterano era retornar ao Flamengo, mas as finanças impediram um acerto.

Rafinha tem 35 anos e teve passagem vitoriosa pelo Flamengo em 2019 e 2020, virando um líder no vestiário e uma figura popular para a torcida rubro-negra. Seu último clube foi o Olympiacos, da Grécia, pelo qual fez 22 jogos e se despediu no início de fevereiro.

A chegada é solicitação do técnico Renato Gaúcho, que entende ser necessário agregar um jogador mais experiente na lateral direita. Atualmente, Vanderson e Victor Ferraz disputam o posto. Leonardo se recupera de lesão.

Rafinha deve ter situação oficializada pelo clube gaúcho nos próximos dias. O Tricolor ainda espera anunciar a chegada de Rafael Santos Borré, que aceitou oferta do clube.

Para chegar e jogar

Um dos destaques do River Platenas últimas temporadas, Borré, de 25 anos, depende de documentações para ter contratação oficializada pelo clube gaúcho. E o reforço "de peso" abre uma sequência que contempla pedido de Renato Gaúcho.

Sondado pelo Atlético-MG no fim da última temporada, Portaluppi citou mais de uma vez que precisava de investimentos mais altos para fazer o Tricolor seguir brigando por títulos importantes. A permanência dele no clube de Porto Alegre se deu pois a direção prometeu que iria tentar contemplar a demanda

Todos os movimentos até agora caminham neste sentido. O presidente Romildo Bolzan Júnior admitiu publicamente a procura por jogadores que "cheguem, vistam a camisa e joguem", e não esconde que irá fazer todo esforço possível para dar novas opções válidas ao comando técnico.

Borré, por exemplo, demanda custo alto. Disputado por clubes da Europa, o autor de 13 gols em 24 jogos na atual temporada receberá 4 milhões de euros (R$ 27,2 milhões na cotação atual) de luvas, e mais um salário que beira R$ 1 milhão mensal.

Grêmio