PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

São Paulo avalia argentinos por Crespo e vê zagueiro do Santos como opção

Hernán Crespo pediu ao São Paulo a contratação de um zagueiro argentino. Diretoria estuda ação no mercado da bola - Divulgação/São Paulo FC
Hernán Crespo pediu ao São Paulo a contratação de um zagueiro argentino. Diretoria estuda ação no mercado da bola Imagem: Divulgação/São Paulo FC

Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo

23/03/2021 04h00

O São Paulo tenta a sua última cartada no mercado da bola com a busca de um zagueiro que possa atuar pelo lado esquerdo em uma linha de três defensores. A pedido de Hernán Crespo, o clube mapeia o futebol argentino. Não que esse jogador precise vir exclusivamente do país argentino. Sabino, do Santos, surge como uma alternativa em meio às possibilidades levantadas. O atleta foi oferecido ao Tricolor paulista.

A diretoria recebeu uma lista de jogadores do futebol argentino, todos indicados pela comissão técnica de Crespo. Eles sugeriram nomes que são úteis à forma de jogar e que já, em tese, se encaixam no orçamento reduzido do clube. Hoje, a ideia é gastar no máximo R$ 5 milhões pelo novo reforço — aquele que deve ser o último na atual janela de transferências.

A procura por um estrangeiro não é vista como um problema para o departamento de futebol, mesmo que o elenco já conte com cinco atletas de outra nacionalidade (os equatorianos Arboleda e Rojas, o colombiano Orejuela, o argentino Benítez e o paraguaio Galeano ). Esse é o limite permitido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) de inscrição para jogos de competições nacionais. Comissão técnica e diretoria acreditam que será necessário rodar a equipe com frequência por causa da maratona de jogos em meio à pandemia do novo coronavírus e que isso será o suficiente para acomodar os estrangeiros.

Sabino, que retornou ao Santos depois de defender o Coritiba por empréstimo durante duas temporadas, é um nome que agrada ao departamento de futebol e conta com o aval da comissão técnica de Crespo. O zagueiro de 24 anos, no entanto, deve receber mais chances sob o comando de Ariel Holan, o que dificultaria um eventual negócio no mercado da bola.

O zagueiro já até entrou em campo para defender o Alvinegro praiano em 2021, sendo utilizado como titular no empate por 1 a 1 com a Ferroviária, pela segunda rodada do Paulistão. Na ocasião, fez o gol do time. O atleta ainda ficou no banco em jogos contra São Paulo e Deportivo Lara, pela fase preliminar da Copa Libertadores.

O estafe de Sabino ainda não foi procurado pela diretoria do São Paulo para conversar sobre uma eventual transferência. O jogador, oferecido ao Tricolor, tem contrato de mais quatro temporadas na Vila Belmiro — o atual vínculo se encerra em 31 de janeiro de 2025.

A postura adotada pela diretoria na procura por um zagueiro no mercado da bola é idêntica à que conduziu para suprir outras lacunas apontadas por Crespo. O departamento de futebol definiu mais de uma opção para cada posição e conversou com todas elas, a fim de ver qual se encaixaria melhor no sistema de jogo do técnico argentino. A cúpula acredita ainda que esta é uma forma de reduzir gastos em contratações.

Hoje, o São Paulo tem cinco opções para a zaga: Robert Arboleda, Miranda, Bruno Alves, Diego Costa, Walce e Rodrigo. O lateral Léo também atua com frequência no setor, sendo um dos canhotos à disposição de Crespo.

Até o momento, o clube buscou seis reforços no mercado da bola: o zagueiro Miranda, o lateral direito Orejuela, o volante William, o meio-campista Martín Benítez e os atacantes Éder e Bruno Rodrigues.

São Paulo