PUBLICIDADE
Topo

Liga dos Campeões - 2020/2021

Chelsea se impõe, vence Atlético de Madri e avança às quartas da Champions

Do UOL, em São Paulo

17/03/2021 18h55

Classificação e Jogos

O Chelsea venceu o Atlético de Madri novamente, desta vez por 2 a 0, e garantiu vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões. A partida da tarde de hoje (17) aconteceu no estádio Stamford Bridge, em Londres. O primeiro gol dos ingleses foi marcado por Ziyech, ainda no primeiro tempo, e o segundo, já nos acréscimos, com o brasileiro Emerson Palmieri. Os espanhóis, que foram derrotados na ida por 1 a 0, foram dominados do começo ao fim do jogo e não tiveram forças para reverter a desvantagem.

Agora, o Chelsea se junta a Bayern de Munique, Borussia Dortmund, Liverpool, Manchester City, Porto, PSG e Real Madrid na próxima fase. São três ingleses, dois alemães, um francês, um espanhol e um português no sorteio. Eliminado, o Atlético de Madri foca seus objetivos no Campeonato Espanhol. O clube espanhol é líder da competição.

Mesmo com a vantagem do jogo de ida, os ingleses sufocaram o Atlético de Madri desde o início. O primeiro gol saiu em uma transição rápida. Com sete toques na bola e um contra-ataque espetacular, Timo Werner encontrou Hakim Ziyech livre dentro da área para abrir o marcador aos 34 minutos.

O gol acordou um pouco o Atlético de Madri, que precisava de dois gols para se manter vivo na competição. João Félix pegou rebote no centro e chutou forte, a bola ainda desviou na defesa antes da defesa do goleiro Mendy.

A segunda etapa começou com o Chelsea pressionando de novo. Desta vez Ziyech lançou Werner que bateu forte e fez Oblak fazer boa defesa.

Ziyech quase fez o segundo dele na partida ao finalizar colocado no ângulo, mas Oblak deu um tapa na bola e jogou para escanteio. Depois foi a vez de Werner perder outra chance. Ele driblou o zagueiro Giménez e bateu por cima do gol.

João Félix recebeu na área e bateu cruzado, mas Mendy espalmou para o meio e Kanté afastou.

Aos 37 minutos do segundo tempo, Stafan Savic, do Atlético de Madri, foi expulso após acertar uma cotovelada em Rudiger, do Chelsea. A virada, que parecia difícil, ficou praticamente impossível.

Em um outro contra-ataque, já nos acréscimos, o Chelsea fez o segundo com o brasileiro Emerson Palmieri. Ele entrou já nos minutos finais, mas conseguiu completar outro contra-ataque e marcou o gol de número nove mil da história da Champions League.