PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Goleiro Bruno é anunciado por clube da quinta divisão do Campeonato Carioca

O goleiro Bruno Fernandes foi anunciado pelo Esporte Clube Atlético Carioca - Reprodução/Facebook
O goleiro Bruno Fernandes foi anunciado pelo Esporte Clube Atlético Carioca Imagem: Reprodução/Facebook

Alexandre Araújo e Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

16/03/2021 15h27

Classificação e Jogos

O goleiro Bruno, que passou oito anos e dez meses preso pelo assassinato de Eliza Samudio, foi anunciado como reforço do Esporte Clube Atlético Carioca, clube de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. A equipe vai disputar a Série C do Campeonato Carioca nesta temporada, equivalente à quinta divisão. Segundo o UOL Esporte apurou, ele inicia os treinamentos na próxima segunda-feira.

Bruno está com 36 anos e, no ano passado, vestiu a camisa do Rio Branco, do Acre, time pelo qual disputou a Série D do Campeonato Brasileiro, a Copa Verde e o Estadual. Ele fez 18 jogos e marcou um gol.

"A espera acabou. Bem-vindo, paredão! Com passagens por Atlético-MG e Flamengo, Bruno Fernandes é o primeiro reforço do Atlético Carioca para disputa do Carioca Série C 2021", publicou.

Em nota oficial, o clube afirmou que a contratação visa "qualificar a equipe" e que "qualquer assunto relacionado ao atleta fora do âmbito esportivo, o clube não exerce influência sobre o profissional".

"O Clube Atlético Carioca vem por meio desta informar aos torcedores e simpatizantes do alvinegro gonçalense que a contratação do goleiro Bruno Fernandes visa apenas qualificar sua equipe para atingir o principal objetivo desde ano, que é o acesso à Série B2 do Campeonato Carioca. Qualquer assunto relacionado ao atleta fora do âmbito esportivo, o clube não exerce influência sobre o profissional. Respeitamos a opinião de cada um, no entanto, nosso dever é resguardar a imagem de qualquer atleta do clube. Assim que todas as questões burocráticas forem resolvidas, apresentaremos de forma oficial o goleiro para nossa torcida".

Em 2013, o goleiro foi condenado a 22 anos e três meses por assassinato e ocultação de cadáver de Eliza Samudio e pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho. Em 2017, O TJ-MG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais) decidiu reduzir em 18 meses a pena, que passou a ser de 20 anos e nove meses. Em julho de 2019, ele deixou o presídio de Varginha, em Minas Gerais, após conseguir a progressão para o regime semiaberto. Ou seja, ele ficou no total oito anos e dez meses na cadeia.

Eliza Samudio desapareceu em junho de 2010, quando Bruno ainda estava no Flamengo, e seu corpo nunca foi encontrado. Na ocasião, ela tinha 25 anos.

No período em que o jogador esteve no Rio Branco, o Ministério Público chegou a pedir que ele usasse tornozeleira eletrônica e seguisse horários determinados pelo semiaberto.

Pelada e aglomeração

No último domingo, Bruno esteve em ação pelo Bela Vista, time amador de São Gonçalo (RJ), em partida disputada no campo do Cais do Porto, no bairro Antonina, a 13 quilômetros da Ponte Rio-Niterói.

A informação foi publicada por Marcos Vinicius Cabral, do site Lado de Cá, com vídeo do arqueiro em ação no campo de terra batida. Mauro Cezar, colunista do UOL Esporte, ressaltou que a matéria relata que Bruno atraiu torcedores, foi simpático com eles e tirou fotos.

Futebol