PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ex-agente de Ronaldo revela bastidores de saída do Barcelona: "Humilhação"

Ronaldo Fenômeno saiu do Barcelona em 1997 - GettyImages
Ronaldo Fenômeno saiu do Barcelona em 1997 Imagem: GettyImages

Do UOL, em São Paulo

16/03/2021 23h06

Passados quase 25 anos da saída de Ronaldo do Barcelona para a Inter de Milão, em 1997, Giovanni Branchini, um dos agentes mais influentes do futebol e que trabalhava com o Fenômeno à época, revelou os turbulentos bastidores da transação em um documentário da "Sky Sports".

Segundo ele, o time catalão "humilhou" o brasileiro, e Ronaldo teria assinado a renovação caso o Barça tivesse apresentado um "contrato limpo". Tanto o empresário quanto o jogador pretendiam permanecer no clube espanhol por mais tempo.

"Não tínhamos nada contra a renovação de Ronaldo pelo Barça, mas queríamos evitar contratos de imagem e situações complicadas. Enquanto as negociações permaneciam estagnadas, observamos o interesse demonstrado pela Lazio, Inter e Glasgow Rangers", disse.

A divergência entre as partes era um acordo entre o Barcelona e a televisão, não aprovado por Branchini. Ele afirmou que acreditava que o contrato seria renovado, e que tudo corria para esse caminho.

"Um dia o Barcelona chegou a um acordo conosco, aceitando várias condições. Estávamos todos felizes e eu queria ligar para o Moratti [ex-presidente da Inter] para avisar que nada mais seria feito com a Inter. Apertamos as mãos dos dirigentes do Barcelona, pedi autorização para fazer um telefonema e liguei para Moratti dizendo que tínhamos encontrado um acordo com o Barça".

Dentro do Barcelona, a situação era vista de forma diferente. Em uma coletiva de imprensa, os dirigentes afirmaram que a negociação não tinha acontecido. Branchini reconheceu que o desencontro de informações mudou os rumos da carreira do Fenômeno.

"Falei com os meus parceiros e disse para eles: 'Senhores, vamos embora'. Aquela coletiva foi um insulto à nossa inteligência, não havia razão para expor Ronaldo a tal humilhação", relembra.

De 1997, quando foi eleito o melhor jogador do Mundo pela primeira vez, Ronaldo permaneceu na Internazionale até 2002, quando conquistou o pentacampeonato com a seleção brasileira e foi novamente Bola de Ouro.

Futebol