PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Muricy Ramalho é abordado e discute com guarda no litoral de SP

Eduardo Lucizano

DO UOL, em São Paulo

15/03/2021 18h05Atualizada em 15/03/2021 20h02

O coordenador de futebol do São Paulo, Muricy Ramalho, discutiu com um fiscal da Guarda Municipal de Bertioga ontem ao ser abordado durante uma caminhada na praia de Riviera de São Lourenço, onde está desde o início da pandemia de covid-19.

Muricy Ramalho disse ao UOL Esporte que anteciparam o decreto que fecharia as praias sem avisar a população e por isso estava fazendo exercício no momento em que foi abordado. De acordo com prefeitura de Bertioga, "a interdição de praias, prevista na Fase Emergencial do Plano São Paulo, foi antecipada em Bertioga e começou a valer a partir de sábado (13). A proibição inclui, acesso, circulação ou qualquer atividade na faixa de areia, jardins, mar e calçadão".

"Acontece que baixaram um decreto que a praia iria fechar segunda-feira, aí todas as pessoas da Riviera acordaram e foram fazer exercício, como faço todos os dias, a GCM me parou dizendo que anteciparam o decreto e eu disse ao funcionário que tem que avisar os moradores e fui embora, só isso", disse Muricy.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra Muricy conversando com os guardas e dizendo que não ia para a praia quando anunciavam as restrições. "Mais de um ano que estou aqui e nem meus filhos vêm na minha casa, eu me cuido pra caramba", diz o ex-treinador.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes na noite de hoje, Muricy disse que faz as caminhadas para cuidar do coração e que tirou a máscara no fim da caminhada.

"Vou caminhar porque preciso por causa do meu coração, no fim da caminhada me pararam e disseram eu tinha que voltar para grama, e disse que tinham que comunicar, não pode de repente acordar todo mundo e ir embora. Em relação à máscara, eu estava cansado e tirei a máscara mesmo, mas não xinguei os funcionários, dei minha opinião. É bem diferente, eu não estava fazendo nada de anormal, praia é o lugar mais seguro, eu não estava fazendo nada de errado, é minha caminhada, tudo distante, não tem aglomeração, total respeito ao protocolo", disse.

Segundo a prefeitura de Bertioga, mais de 500 pessoas foram abordadas em Riviera e São Lourenço ontem. "A Prefeitura de Bertioga realizou neste domingo (14), uma força-tarefa em Riviera e São Lourenço, para garantir o cumprimento do decreto municipal que determinou o fechamento das praias da Cidade. A operação contabilizou mais de 500 abordagens. O objetivo é frear o avanço do vírus e evitar o colapso no sistema de saúde", diz nota da prefeitura.

São Paulo