PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cruzeiro põe "pensamento coletivo" em campo para avançar na Copa do Brasil

Felipe Conceição aposta em elenco forte para a recuperação do Cruzeiro - Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Felipe Conceição aposta em elenco forte para a recuperação do Cruzeiro Imagem: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Do UOL, em São Paulo

12/03/2021 09h33

A maneira como o Cruzeiro obteve a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil fez o técnico Felipe Conceição confirmar a tese que vem defendendo desde que foi apresentado na Toca da Raposa. Para ele, o desempenho coletivo e o bom aproveitamento do grupo devem ser preponderantes para a recuperação do clube.

No empate por 1 a 1 diante do São Raimundo-RR, ontem (11), em Boa Vista (RR), o Cruzeiro contou com alterações decisivas no intervalo para obter a classificação. Felipe Augusto e Marcelo Moreno deram grande contribuição para o time mineiro buscar a igualdade após sair perdendo por 1 a 0 e ter feito atuação abaixo da crítica nos primeiros 45 minutos.

"O Cruzeiro sempre busca ganhar e classificar, e fizemos hoje. Tem dia que as coisas não vão sair como a gente deseja, mas tivemos brio, sabedoria. Ganhamos muita coisa que não foi na parte tática, mas sim na entrega, na disposição, na união da equipe ao ver atletas entrando, ajudando, e com todo o grupo vibrando. O Cruzeiro precisa disso: uma equipe com alma, e hoje nós tivemos", comentou o treinador.

Com um ataque mais vigoroso a partir do segundo tempo, o Cruzeiro se beneficiou da força e da experiência de Marcelo Moreno para incomodar a defesa do São Raimundo-RR, algo que não havia acontecido antes do intervalo. E também com a técnica de Felipe Augusto, que decretou o empate em um cabeceio certeiro após cruzamento de Cáceres.

Após o jogo, o próprio Felipe Augusto adotou o discurso de seu comandante para explicar a classificação. "É importante ter esse grupo forte. Quem entrar tem que estar ligado. Hoje fui feliz, comecei como opção. Fui feliz no gol, mas podia acontecer com qualquer outro. O importante é isso. Ter o grupo forte para, quando entrar, ajudar igual ajudamos hoje."

O treinador cruzeirense usou até um de seus principais jogadores para justificar a importância de seu grupo na reestruturação. O zagueiro Manoel vem tendo papel destacado e está perto do fim de seu contrato. Mas Felipe Conceição deixou claro que não quer se intrometer nas decisões burocráticas e ressaltou o trabalho que seu elenco vem fazendo.

"A importância do Manoel não se discute, assim como de todos no grupo. Sei da importância de todos os atletas, a gente trabalha para todo mundo. Nosso pensamento neste ano é no coletivo. E tem que continuar pensando assim porque é isso que vai deixar o Cruzeiro mais forte", explicou.

Futebol