PUBLICIDADE
Topo

Copa do Brasil - 2021

Botafogo goleia Moto Club e avança à segunda fase da Copa do Brasil

Pedro Castro comemora gol do Botafogo contra o Moto Club, pela primeira fase da Copa do Brasil - Divulgação / Botafogo F.R.
Pedro Castro comemora gol do Botafogo contra o Moto Club, pela primeira fase da Copa do Brasil Imagem: Divulgação / Botafogo F.R.

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

10/03/2021 23h24

Classificação e Jogos

O Botafogo está classificado para a segunda fase da Copa do Brasil. Na noite de hoje (10), a equipe alvinegra venceu o Moto Club por 5 a 0, no Castelão, em São Luís, no Maranhão, e avançou na competição. O triunfo foi construído com gols de Pedro Castro, Matheus Babi, Ênio, Warley e Matheus Frizzo.

O próximo adversário do Glorioso sairá do duelo entre Rio Branco VN, do Espírito Santo, e ABC-RN, que acontecerá no dia 17. O time do técnico Marcelo Chamusca volta a campo no sábado, contra o Bangu, pelo Campeonato Carioca.

Bom resultado também para os cofres

Com a classificação para a próxima fase, o Botafogo embolsou R$ 1,35 milhão, acumulando com a participação na Copa do Brasil, até aqui, R$ 2,5 milhões. A notícia é ainda melhor por se tratar de um ano em que as receitas terão uma queda devido ao rebaixamento à Série B do Brasileiro.

Cariocas como "pedra no sapato"

O Moto Club deu adeus à Copa do Brasil, novamente, na primeira fase após mais um confronto com uma equipe do Rio de Janeiro. No ano passado, o adversário foi o Fluminense e, após estar ganhando por 2 a 0, o time maranhense acabou sofrendo a virada para 4 a 2, sendo eliminado em casa.

Saudade, né, minha filha?

A última vez que o Botafogo havia vencido com um placar elástico tinha sido no Carioca do ano passado, quando bateu a Cabofriense por 6 a 2. O jogo, em 28 de junho, marcou o retorno do alvinegro aos gramados após a paralisação do Estadual do Rio devido à pandemia de coronavírus.

Alvinegro com mudanças no time titular

A equipe comandada pelo técnico Marcelo Chamusca entrou em campo com mudanças. Recém-contratado, o meia-atacante Marcinho foi o escolhido para a vaga de Bruno Nazário, que está de saída do Glorioso e negocia com o América-MG. Já o zagueiro Sousa atuou improvisado na lateral esquerda, uma vez que Guilherme Santos acusou um problema muscular.

Gol no começo

O Botafogo abriu o placar logo no começo da partida. Aos dois minutos, em cobrança de falta, o meia Pedro Castro, um dos reforços para esta temporada, balançou a rede em cobrança de falta. Após a batida do jogador alvinegro, a bola bateu no travessão, na mão direita de Joanderson e entrou.

Babi aumenta

Após a abertura do placar, o Botafogo conseguiu demonstrar uma boa transição e aplicar uma marcação pressão logo que perdia a posse. Neste ritmo, se aproximava do gol defendido por Joanderson.

Neste cenário, o Alvinegro ampliou a vantagem com Matheus Babi. O atacante recebeu a bola na entrada da área, avançou e foi derrubado. A arbitragem apontou pênalti. Na cobrança, o próprio atacante bateu e fez. Foi o terceiro gol dele na temporada 2021, se tornando o artilheiro do time — ele já havia marcado dois na vitória contra o Resende, pelo Carioca.

Joanderson evita o terceiro

Já na reta final do primeiro tempo, Warley avançou em velocidade e deixou Marcinho na cara do gol. O goleiro Joanderson, porém, saiu "abafando" e evitou o que seria o terceiro gol alvinegro.

Contra-ataque mortal

Enio comemora gol do Botafogo contra o Moto Club, pela Copa do Brasil - Divulgação / Botafogo F.R. - Divulgação / Botafogo F.R.
Imagem: Divulgação / Botafogo F.R.

O Botafogo construiu uma situação ainda mais tranquila na partida no começo da etapa final. Aos seis minutos, a equipe encaixou bom contra-ataque, Warley avançou pela direita e cruzou para Ênio, que finalizou de primeira e saiu para comemorar. Cria da base do Glorioso, o jovem marcou o primeiro como profissional.

Reforço na área

O volante Matheus Frizzo, anunciado na última terça-feira como um dos reforços para a temporada, entrou na vaga de Pedro Castro e fez a estreia com a camisa alvinegra.

Entrou e foi expulso

Se a situação do Moto Club já estava complicada, ficou ainda pior a partir dos 18 minutos do segundo tempo. O atacante Gleydisson, que havia entrado aos 11, substituindo Jerinha, fez falta dura em Marcelo Benevenuto, com um carrinho por trás, e recebeu o cartão vermelho diretamente.

Não valeu

Após a expulsão, o Moto Club parecia sem forças para reagir. Já o Botafogo, conseguia fazer a bola passar pelos setores do time e levar perigo ao gol adversário. Matheus Nascimento chegou a balançar a rede, mas a arbitragem já marcava impedimento do jovem atacante.

Retribuição

O Alvinegro chegou ao quarto em um "gesto de retribuição". Autor do terceiro gol, Ênio recebeu pela esquerda e cruzou para Warley, que, na área, bateu e fez mais um para os visitantes.

De voleio!

Em boa jogada de Rickson, Matheus Frizzo fez o quinto do Glorioso. Após cruzamento pela direita, ele acertou um voleio no melhor estilo Bebeto.

Estreia na narração

O duelo marcou a estreia de Renata Silveira como a primeira narradora de futebol da Globo. Contratada pela emissora em dezembro do ano passado, ela começou a carreira em 2014 após vencer o concurso 'Garota da Voz' da Rádio Globo e comandar a partida entre Uruguai e Costa Rica na Copa do Mundo no Brasil.

FICHA TÉCNICA
MOTO CLUB 0 X 5 BOTAFOGO

Competição: Copa do Brasil, primeira fase
Local: Castelão, em São Luís (MA)
Data: 10/03/2021, quarta-feira
Horário: 21h30
Árbitro: José Mendonça da Silva Junior (PR)
Assistentes: Rafael Trombeta (PR) e Sidmar dos Santos Meurer (PR)
Cartões amarelos: Wanderson, Raí (MTC); Sousa (BOT)
Cartão vermelho: Gleydisson, do Moto Club, aos 18'/2ºT
Gols: Pedro Castro, do Botafogo, aos 2'/1ºT; Matheus Babi, do Botafogo, aos 30'/1ºT; Ênio, do Botafogo, aos 6'/2ºT; Warley, do Botafogo, aos 30'/2ºT; Matheus Frizzo, do Botafogo, aos 36'/2ºT

Moto Club: Joanderson, Diego Renan, Alisson, Wanderson e Vinícius Paiva; Recife, Victor Manoel, Cleitinho (Lenílson) e Raí (Matheusinho); Luiz Guilherme (Felipe Ferreira) e Jerinha (Gleydisson). Técnico: Marcinho Guerreiro

Botafogo: Douglas Borges, Jonathan, Marcelo Benevenuto, Kanu e Sousa; Luiz Otávio, Pedro Castro (Matheus Frizzo) e Marcinho (José Welison); Warley (Rickson), Ronald (Ênio) e Matheus Babi (Matheus Nascimento). Técnico: Marcelo Chamusca