PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Volta de Milton Cruz ao São Paulo teve influência de Muricy e fim de ação

Milton Cruz atuará no departamento de futebol do São Paulo ao lado de Muricy Ramalho - Divulgação/Sport
Milton Cruz atuará no departamento de futebol do São Paulo ao lado de Muricy Ramalho Imagem: Divulgação/Sport

Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo

09/03/2021 04h00

Milton Cruz volta a trabalhar como membro do departamento de futebol do São Paulo na tarde de hoje (9), no CT da Barra Funda, durante atividade comandada por Hernán Crespo. O retorno, contudo, é tratado nos bastidores há algum tempo e contou a articulação do coordenador Muricy Ramalho, seu velho parceiro. O acerto, entretanto, também passou pelo encerramento de uma ação judicial movida pelo técnico e ex-jogador contra o clube.

Depois de se desentender com a antiga gestão, sobretudo o ex-presidente Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, e o ex-diretor de futebol Luiz Cunha, Milton Cruz foi demitido em março de 2016. Ele, então, acionou o Tricolor paulista na Justiça por sua saída, depois de 22 anos no clube.

O então auxiliar-técnico pedia indenização de R$ 26 milhões na primeira petição, mas, depois de algumas negativas da Justiça do Trabalho, a demanda foi reduzida para R$ 1,8 milhão, conforme atualização monetária. Ele solicitou o fim do processo em 10 de fevereiro passado, já com o presidente Julio Casares há mais de um mês no cargo e com Muricy devidamente reinstalado no CT da Barra Funda.

O novo contrato de trabalho entre Milton Cruz e São Paulo foi assinado em 1º de março de 2021. Nos últimos oito dias, ele já atuou de maneira informal no departamento de futebol ao lado do coordenador técnico. A dupla mapeou possíveis contratações e debateu outras ações da diretoria no mercado da bola.

O retorno de Milton Cruz conta com a influência direta de Muricy. Mesmo que tenha boa relação com o presidente Julio Casares e o diretor de futebol Carlos Belmonte Sobrinho, o novo integrante do departamento foi convencido pelo amigo Muricy a topar a empreitada. O ídolo trabalhou ativamente pela contratação do profissional, com quem terá relação diária no clube.

Na volta ao CT da Barra Funda, ficou acertado que Milton Cruz terá remuneração inferior à que recebia em 2016 como auxiliar-técnico fixo da comissão técnica. Os valores são tratados com sigilo, mas serão todos pagos por meio de CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas).

A sua participação oficial se inicia na tarde de hoje, às 16h (de Brasília), no CT da Barra Funda. O elenco se reapresenta após a goleada por 4 a 0 sobre o Santos, no último sábado, pelo Paulistão, e terá mais contato com Milton Cruz.

São Paulo