PUBLICIDADE
Topo

Futebol

MP-SP recomenda suspensão de partidas de futebol no estado

Jogos do Campeonato Paulista estão sendo realizados durante a fase vermelha do Plano São Paulo -  Ettore Chiereguini/AGIF
Jogos do Campeonato Paulista estão sendo realizados durante a fase vermelha do Plano São Paulo Imagem: Ettore Chiereguini/AGIF

Do UOL, em São Paulo

09/03/2021 12h40

Classificação e Jogos

O procurador-geral de Justiça de São Paulo, Mario Sarrubbo, do MP-SP (Ministério Público do Estado de São Paulo), recomendou ao governador do estado, João Doria (PSDB), a suspensão de eventos esportivos, inclusive partidas de futebol, durante a fase vermelha do Plano São Paulo, a mais restritiva do plano de controle da pandemia da covid-19. Apesar da fase restritiva, o Campeonato Paulista está ocorrendo normalmente.

Sarubbo também fez recomendação pela suspensão de atividades religiosas coletivas. O procurador-geral de Justiça recomendou que, "à luz dos princípios da prevenção e precaução em matéria de saúde pública, tome as devidas providências para suspensão da realização de cultos, missas e demais atividades religiosas de caráter coletivo e de eventos esportivos de qualquer espécie, inclusive partidas de futebol, durante a fase vermelha do Plano São Paulo". Ontem, Sarrubbo já avaliava fazer mudanças.

Na recomendação assinada hoje, Sarrubbo destacou ainda que "o recrudescimento da situação causada pela covid-19, com o aumento do número diário de pessoas infectadas, de internações e de mortes" levou o governo a incluir todas as regiões do estado na fase vermelha.

O estado de São Paulo atingiu no último domingo, pela primeira vez, a marca de 80% da ocupação de UTIs (unidades de tratamento intensivo) voltadas à covid-19. De acordo com dados da plataforma Seade, usada pela Secretaria Estadual da Saúde, todo o estado tem ocupação de 80,05% e três regiões já passam dos 90%. Entre os leitos de enfermaria, a taxa é de 63,4%.

A recomendação está no Aviso 5/21, que será publicado no Diário Oficial de amanhã, e precisa ser referendada pela Justiça ou pelo governador João Doria para entrar em vigor.

O UOL Esporte entrou em contato com a Federação Paulista de Futebol e com o governo de São Paulo, mas ainda não obteve retorno. A publicação será atualizada assim que um posicionamento for emitido.

Futebol