PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Palmeiras: Abel diz ser preciso estudar Veron após lesões e defende Luan

Abel Ferreira, técnico do Palmeiras, comanda treino na Academia de Futebol - Cesar Greco/Palmeiras
Abel Ferreira, técnico do Palmeiras, comanda treino na Academia de Futebol Imagem: Cesar Greco/Palmeiras

Thiago Ferri

Do UOL, em São Paulo

06/03/2021 14h31

Abel Ferreira concedeu entrevista coletiva hoje (6), véspera da final da Copa do Brasil, entre Palmeiras e Grêmio, marcada para amanhã (7), às 18h, no Allianz Parque. O técnico português celebrou o fato de ter Wesley em condições de jogo, enquanto citou a necessidade de estudar o biotipo de Gabriel Veron, que ficou marcado por lesões na temporada e é dúvida para a decisão.

"Quanto mais competitiva for a equipe no plantel, mais preparados vamos estar. Quando eu cheguei, ao final de dois jogos, perdemos o Felipe Melo e o Wesley [lesionados]. Tivemos alguns problemas com o Veron, um jogador que temos de estudar o biotipo dele, dentro e fora do campo para tirar o máximo dele, tivemos o caso da covid, jogadores na seleção e no período conseguimos dentro do clube soluções para seguir vivos. Agora com o Wesley, que chegou em uma altura boa, os pontas no Brasil são de desequilíbrio", analisou.

"Nos vimos privados em muitos momentos de Veron e Wesley e tivemos de comprar o Breno. Ele [Wesley] nos dá irreverência, um contra um, velocidade, verticalidade e opções. Isto que o treinador quer, um elenco com opções para nesta densidade competitiva ter uma equipe fresca, com boas respostas", acrescentou.

Luan, expulso na primeira final, também foi assunto na entrevista. Embora parte importante de conquistas como do Brasileiro de 2018 e Copa Libertadores de 2020, o zagueiro convive com a desconfiança da torcida em jogos decisivos, como foi na ida com o Grêmio, em que ele recebeu o cartão vermelho por ter acertado uma cotovelada em Diego Souza. Abel considerou "dramáticos" os que detonam o camisa 13.

"O Luan é um jogador com história no clube, um grande jogador, aqui vocês são muito dramáticos, colam rótulos nos jogadores, mas temos de saber viver com isso. Para ser jogador aqui precisa ser muito forte mentalmente. Perceber que a dinâmica do futebol tem TV, blogs... deixem falar bem ou mal. Vocês sabem o valor que tem. O Luan é alguém que admiramos, que ajudou o Palmeiras, venceu a Libertadores e luta todo dia para ser melhor. Meus jogadores sabem que precisam melhorar. Estamos aqui para nos ajudar. Todos somos um. É pena não ter o Luan à disposição, não temos titulares, ninguém está acima dos interesses da equipe. Quem entrar vai estar desejoso de levantar mais um troféu. É assim que conseguimos competir, jogando todos em função da nossa unidade, em prol de um único objetivo, jogar para vencer", completou.

Sem o zagueiro, a tendência é de que Alan Empereur seja o titular amanhã. A provável escalação do Palmeiras tem: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Alan Empereur e Viña; Felipe Melo, Zé Rafael e Raphael Veiga; Wesley, Rony e Luiz Adriano. Com a vitória por 1 a 0 em Porto Alegre (RS), o Verdão joga pelo empate em casa.

" data-autoplay="false" data-mute="false" data-related="false" data-btnfollow="false" frameborder="0" allow="autoplay; encrypted-media" allowfullscreen="">

Palmeiras