PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Corintianos e palmeirenses brigam após clássico e 8 pessoas ficam feridas

Paulo Eduardo Dias

Colaboração para o UOL, em São Paulo

04/03/2021 10h01

Classificação e Jogos

Torcedores do Corinthians e do Palmeiras entraram em confronto na noite de ontem na zona sul da capital paulista. Uma pessoa baleada no abdômen foi socorrida ao Hospital Municipal do Campo Limpo, na mesma região, e outras quatro também ficaram feridas e precisaram de atendimento médico.

Segundo a PM, um dos confrontos ocorreu na Avenida Maria Coelho Aguiar, na altura do Centro Empresarial, no Jardim São Luís, periferia da zona sul. A ocorrência foi atendida por policiais do 1º batalhão. O confronto ocorreu por volta das 22 horas, ou seja, pouco após o apito final no empate por 2x2 entre as duas equipes na Neo Química Arena, em Itaquera, na zona leste da capital paulista.

O ponto da briga fica a 40 quilômetros do local em que aconteceu o jogo, que devido a pandemia, ocorreu sem a presença de torcedores. Vídeos que circulam nas redes sociais mostram torcedores se enfrentando com barras de ferro e pedaços de madeira. Após a chegada na PM, os itens usados no confronto ficaram abandonados na via pública.

Em nota enviada ao UOL, a Secretaria de Segurança Pública explica que "a Polícia Militar foi acionada, na noite desta quarta-feira (03), para atender uma ocorrência de conflito entre torcedores na Avenida Maria Coelho Aguiar, no Jardim São Luís. No local, as equipes utilizaram técnicas de controle de multidões para dispersar os suspeitos, que fugiram".

"Os militares apreenderam barras de ferro, madeiras e pedras. Cinco homens ficaram feridos e foram encaminhados ao Hospital Regional do Campo Limpo, onde permanecem internados. O caso foi encaminhado ao 47º DP (Capão Redondo), que apura os fatos."

Além do confronto na zona sul, a Polícia Militar registrou um outro tumulto envolvendo torcedores palmeirenses e corintianos na Rua Manoel Ferreira Pires, no Parque Santo Eduardo, região da Vila Formosa, zona leste da capital. Segundo a corporação, "houve uma briga generalizada", que dispersou com a chegada dos policiais. Três pessoas ficaram feridas e foram socorridas ao Hospital Santa Marcelina.

O mais novo embate entre palmeirenses e corintianos ocorreu pouco mais de um mês após uma outra confusão deixar um morto e um ferido, ambos alvinegros. No dia 30 de janeiro, grupos rivais se enfrentaram na Avenida Padre Arlindo Vieira, no Jardim Botucatu, região do Sacomã. Naquela data, Wallace Tomaz, o Pirata, 29 anos, foi morto após ser alvejado no abdômen.

Futebol