PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Após desabafo de Lisca, Barbieri lamenta: 'Não há o que comemorar'

Maurício Barbieri, técnico do Bragantino, durante partida contra o Corinthians - Diogo Reis/AGIF
Maurício Barbieri, técnico do Bragantino, durante partida contra o Corinthians Imagem: Diogo Reis/AGIF

Do UOL, em São Paulo

04/03/2021 17h28

O técnico Maurício Barbieri, do Red Bull Bragantino, se somou a Lisca, do América-MG, e fez um desabafo sobre a situação atual da pandemia no Brasil. Após a vitória por 2 a 0 sobre o São Caetano pelo Campeonato Paulista, o treinador disse que 'não há o que comemorar'.

"Conquistamos uma importante vitória hoje sobre a equipe do São Caetano, atuando fora de casa. Nossa primeira vitória no campeonato paulista. Mas hoje não há o que comemorar! Quando temos mais um recorde de mortes por covid-19 não há o que comemorar", escreveu Barbieri em sua conta oficial no Instagram.

Ontem, antes da partida do América-MG, Lisca fez uma forte crítica à CBF em razão da continuidade dos campeonatos nacionais apesar do aumento no número de mortos por conta da covid-19.

Lisca afirmou que está perdendo amigos e que está apavorado com a situação atual. Ele pediu ainda a ajuda da CBF e até do técnico Tite

"É quase inacreditável que saiu uma tabela da Copa do Brasil hoje, com jogos dias 10 e 17, 80 clubes que nós vamos levar com delegação de 30 pessoas para um lado e para outro do país. O nosso país parou, gente. Não tem lugar nos hospitais, eu estou perdendo amigos, estou perdendo amigos treinadores, não é hora mais, é hora de segurar a vida. Aqui no Mineiro tudo bem, é mais perto, mas vai pegar uma delegação do Sul e vai levar pra Manaus, como vocês vão fazer isso? Presidente Caboclo, pelo amor de Deus. Juninho Paulista, Tite, Cléber Xavier, as autoridades, nós estamos apavorados, pelo amor de Deus", disse Lisca.

A opinião de Lisca, no entanto, não agradou Richarlyson. Em sua conta no Instagram, o meia postou em seus stories 'até quando?', em que chama o técnico do América-MG de hipócrita e questiona a motivação de Lisca.

Em seu post, Barbieri lembrou que a cidade do Red Bull Bragantino, Bragança Paulista, está em fase vermelha e que muitos não voltarão para suas casas.

"Nesse momento jogadores e comissão que fizeram um excelente trabalho retornam de ônibus a Bragança Paulista, cidade na fase vermelha e que acaba de declarar colapso em seu sistema de saúde. Não há o que comemorar! Vamos poder dormir em casa junto daquele que amamos, mas muitos de nossos irmãos, pais, amigos não voltarão para casa hoje, muitos nos deixaram para sempre. Não há o que comemorar!", finalizou Barbieri.

Morte do técnico Scarpino

Ainda ontem, morreu por covid-19 o técnico Ruy Scarpino, aos 59 anos, em Manaus, por complicações decorrentes da covid-19. Scarpino foi goleiro e iniciou a trajetória como treinador no final dos anos 1990.

No mesmo dia, o Juventude divulgou que a mãe do técnico Marquinhos Santos morreu em decorrência de covid-19.

Futebol