PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Palmeiras: Abel pede luta 'sem clubismo' contra covid após surto em rival

Thiago Ferri

Do UOL, em São Paulo

03/03/2021 22h04

Abel Ferreira considera que a chuva teve grande influência no empate em 2 a 2 entre Palmeiras e Corinthians, já que o Verdão abriu 2 a 0 e sofreu a igualdade quando o campo da Neo Química Arena ficou empoçado. Depois daquilo que chamou de "rachão", o técnico falou sobre a preocupação de ver um novo surto de covid-19 no grupo, já que enfrentou o arquirrival que passa por isso.

"Temo [um novo surto], foi o que eu tive a conversa com nosso diretor. Preferia jogar na máxima força contra o Corinthians, porque gosto de jogar contra os rivais na máxima força. Mas mais do que o surto, gostaria de apelar à responsabilidade de todos. Quando cheguei aqui, fiquei espantado, porque em Portugal tivemos duas vezes lockdown. Quando cheguei aqui vi que as regras teriam de ser mais apertadas. Assusta ver a quantidade de mortos, independente de serem um ou 5 mil. Sou apaixonado por futebol, mas futebol sem vida não é nada", afirmou.

O Corinthians vive um surto da doença, com 19 infectados, sendo oito jogadores. Camacho estava relacionado para o Dérbi, mas foi cortado pois teve febre após testar negativo para a covid. Ele aguarda o resultado do novo exame que realizou. O Verdão já passou por esse problema em fevereiro, mas alguns jogadores ainda não tiveram o novo coronavírus. Um deles é Weverton, que não foi relacionado.

"Acima de tudo, posso dizer que todos precisamos ter responsabilidade, é por todos nós. Assusta quando ligo o jornal e vejo a quantidade de mortos, como os hospitais estão lotados. Temos de esquecer o clubismo, a rivalidade e lutar por uma causa, é um adversário que mata quem for preciso. Foi meu maior medo hoje. Não sei o que vai acontecer no futuro. Todos precisamos trabalhar e viver, mas temos de ter a responsabilidade social, dentro do que são as nossas possibilidades ficar mais em casa", acrescentou.

O clássico aconteceu no dia em que o Brasil bateu recorde de mortes pela covid-19 nas últimas 24h: 1840. Mais cedo, o Governo de São Paulo anunciou que a partir de sábado (6) todo o estado entrará na fase vermelha, com funcionamento apenas de serviços essenciais. Os jogos, porém, continuarão a ocorrer no Paulistão.

O Dérbi de hoje (3) aconteceu em meio à disputa das finais da Copa do Brasil, contra o Grêmio. Por conta disso, Abel escalou uma equipe com reservas e jogadores da base. Para o treinador, o Palmeiras jogou bem enquanto foi possível fazer a bola rolar no campo em Itaquera.

"Para o próximo jogo, o que mais gostei é que ninguém se lesionou. Sobre o jogo, tiveram dois, um até os 30 minutos, antes da chuva e depois o rachão, em que a equipe que se adaptou melhor, com centroavante de quase 2m de altura, neste tipo de jogo é o melhor. Gostei da dinâmica dos 30 minutos, a forma como defendemos e como dominamos o adversário. Fica no fim um resultado com um empate, sabor amargo, infelizmente se não fosse a chuva poderíamos ter visto um bom jogo aqui", concluiu.

Palmeiras