PUBLICIDADE
Topo

Futebol

"Me deprimi": agressão e queda pro Palmeiras amarguram craque do River

Paulo Diaz e Jorge Carrascal comemoram gol do River Plate contra o Binacional - REUTERS/Agustin Marcarian
Paulo Diaz e Jorge Carrascal comemoram gol do River Plate contra o Binacional Imagem: REUTERS/Agustin Marcarian

Colaboração para o UOL, em São Paulo

02/03/2021 22h59

Jorge Carrascal, o novo camisa 10 do River Plate, deu uma entrevista para o jornal 'Clarín' e comentou sobre sua expulsão contra o Palmeiras, no jogo de ida da semifinal da última edição da Libertadores. Para o jovem colombiano, a forma como deixou o jogo foi "deprimente".

"Foi uma queda. Fiquei deprimido depois de ver o que fiz. Pedi desculpas aos meus colegas, falei com o Gallardo e ele me disse que nós aprendemos com os erros", disse ele, que completou:

"O Léo também me disse: 'Doido, acalme-se. Essas coisas acontecem." Após a reação dos companheiros, o atleta concluiu: "Nosso grupo é como uma família".

No jogo em que Jorge foi expulso, o River amargou a derrota por 3 a 0, na Argentina. Na volta, no Brasil, o clube argentino conseguiu o placar de 2 a 0, o que não foi suficiente para garantir a vaga na final da Libertadores da América de 2020.

Novo camisa 10:

Após a ida de Nacho Fernández para o Atlético-MG, Jorge Carrascal recebeu a oportunidade de defender a camisa 10 do tradicional clube argentino.

Na 'Era Gallardo', a camisa emblemática foi vestida por Pity Martínez, Juan Quintero e Nacho Fernández, porém, a mesma já passou pelas mãos de grandes nomes do futebol sul-americano, como Ariel Ortega, Pablo Aimar, D'Alessandro e até mesmo Marcelo Gallardo.

Futebol