PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Dividido entre família e Atlético-MG, Cuca tem reunião com a cúpula do Galo

Em 2013, Cuca venceu a Copa Libertadores no comando do Atlético-MG  - AP
Em 2013, Cuca venceu a Copa Libertadores no comando do Atlético-MG Imagem: AP

Guilherme Piu, Eder Traskini e Jeremias Wernek

Do UOL, em Belo Horizonte, Santos e Porto Alegre

02/03/2021 04h00

Classificação e Jogos

A busca do Atlético-MG por um treinador caminha para novos rumos após uma tentativa frustrada por Renato Gaúcho, em fim de contrato com o Grêmio, mas que indica renovação com o clube de Porto Alegre. Agora, a bola da vez da diretoria atleticana é um velho conhecido: Cuca, campeão da Copa Libertadores de 2013 com o Galo, título mais importante da história do clube.

Sem clube desde que saiu do Santos no começo deste ano, Cuca terá um encontro com membros da diretoria atleticana hoje (2). E dessa reunião pode sair o acordo para que o treinador retorne à Cidade do Galo, onde trabalhou entre 2011 e 2013.

A conversa entre o provável novo treinador atleticano e os dirigentes do clube mineiro acontece em meio a preocupações de Cuca. É que a mãe do treinador, Neide Stival, de quase 80 anos, está internada em Curitiba após contrair a covid-19. A filha mais velha do treinador, Maiara Stival, também contraiu a doença —revelada, inclusive, em nota oficial do Santos em 21 de fevereiro.

"O Santos Futebol Clube agradece o profissionalismo do treinador, que mesmo enfrentando casos de Covid-19 na família, com a mãe, Nilde, e a filha mais velha, Maiara, internadas em Curitiba, decidiu ficar com o elenco para esta importante partida", dizia o comunicado oficial santista antes do jogo contra o Fluminense, na penúltima rodada do Campeonato Brasileiro 2020.

O UOL Esporte apurou que Cuca tinha interesse em descansar nos próximos meses e acompanhar a ciranda de técnicos do futebol brasileiro nos campeonatos estaduais na tranquilidade de sua casa. Entretanto, a possibilidade de fechar com o Atlético-MG agrada ao treinador, principalmente pelo projeto audacioso atual do clube.

Em conversas de bastidores, Cuca chegou a dizer no fim de semana passado que ainda não havia recebido contato da diretoria do Galo. Mas, que "mercado era mercado", e tudo poderia acontecer nos próximos dias. As atenções do treinador ficarão divididas nos próximos dias entre a condição de saúde de seus familiares e sua vida profissional.

Ainda de acordo com fontes ouvidas pela reportagem, "Cuca só não será treinador do Atlético-MG se ele não quiser". O nome do treinador chegou a ter certa rejeição por parte dos torcedores nos últimos dias, antes da definição pela saída do argentino Jorge Sampaoli, que foi para o Olympique de Marselha.

Atlético-MG