PUBLICIDADE
Topo

Futebol

CBF perde ação de R$ 50 mil contra presidente do Sindicato de Atletas de SP

CBF perdeu ação em que cobrava danos morais de presidente do Sindicato de Atletas de São Paulo, Rinaldo Martorelli - Lucas Figueiredo/CBF
CBF perdeu ação em que cobrava danos morais de presidente do Sindicato de Atletas de São Paulo, Rinaldo Martorelli Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo

02/03/2021 17h00

O presidente do Sindicato de Atletas de São Paulo, Rinaldo Martorelli, venceu a CBF em uma batalha jurídica por decisão do juiz Luiz Gustavo Esteves, datada de 24 de fevereiro de 2021. A entidade que rege o futebol no país acionou o representante dos jogadores por danos morais após uma declaração em entrevista ao comentarista Walter Casagrande, da TV Globo, e pediu uma indenização de R$ 50 mil. Porém, viu a sua solicitação negada pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.

O líder do Sindicato dos Atletas de São Paulo foi defendido pelo advogado Régis Villas Boas. À época, Martorelli disse que estava apreensivo pela realização de jogos em meio à pandemia do novo coronavírus — a afirmação foi veiculada em agosto de 2020. Incomodada com a declaração, a CBF moveu a ação contra o líder do Sindicato de Atletas de São Paulo e, além de ter a solicitação negada, foi condenada a pagar as custas, despesas processuais e honorários advocatícios da parte adversa, fixos em 10% sobre o valor total da causa.

A decisão conclui que "não se vislumbra a intenção do requerido em macular a imagem da autora nos fatos ora analisados, razão pela qual deve-se prestigiar e resguardar a liberdade de expressão, em especial, do principal representante do sindicato dos atletas em questão, sob pena de violação e afronta ao próprio sistema sindical".

Futebol