PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Cabo garante acesso, futebol ofensivo e diz que Vasco era promessa à filha

Marcelo Cabo é apresentado e ganha camisa do Vasco do diretor-executivo de futebol, Alexandre Pássaro - Rafael Ribeiro / Vasco
Marcelo Cabo é apresentado e ganha camisa do Vasco do diretor-executivo de futebol, Alexandre Pássaro Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

02/03/2021 12h27

O técnico Marcelo Cabo foi apresentado oficialmente hoje (2) de manhã, em São Januário (RJ), em coletiva virtual realizada pela Vasco TV. Ao lado do diretor-executivo de futebol, Alexandre Pássaro, o treinador de 54 anos revelou que iniciará o planejamento e a reformulação do elenco em reunião com a diretoria ainda nesta terça-feira, mas já deixou claro que sua equipe terá um futebol ofensivo.

"A história do Vasco é uma história de equipes ofensivas. Os maiores jogadores da história do Vasco são atacantes, meias, e esse é um DNA do Vasco. É um time que joga para frente, que busca o gol a todo momento. E com a minha chegada não será diferente. Claro que fizemos reuniões com a diretoria e eles buscavam um treinador com esse perfil ofensivo, e isso é a característica das minhas equipes. Gosto de marcar pressão os adversários, de ocupar o campo do adversário. Tenho uma máxima de que quanto mais tempo estivermos no campo do adversário, mais longe ele estará do nosso gol e estaremos mais perto de construir gols. O Vasco sempre teve isso em sua história, e comigo no comando não será diferente. Podem acreditar que será um Vasco ofensivo, que vai voltar a fazer muitos gols, buscar a vitória a todo momento, porque esse é o DNA do Vasco", declarou.

No período do acerto com o Vasco, a filha caçula de Marcelo Cabo, Maria Eduarda, viralizou nas redes sociais ao postar um vídeo onde vibrava com o fato do pai ter a chance de treinar o clube de seu coração. Hoje na coletiva o técnico revelou que esta oportunidade foi uma promessa feita a ela:

"Foi uma reação maravilhosa ver a alegria da Duda quando tive contato do Vasco. Conversei com a família. As coisas todas são pautadas na família, porque iríamos trocar de estado, iríamos voltar para a cidade natal... Uma vez falei para ela: 'Papai vai trabalhar muito para um dia ser o treinador do seu clube de coração'. Não só a Duda mas como toda a família está muito alegre, feliz".

Marcelo Cabo ganha de diretor-executivo, Alexandre Pássaro, camisa com nome da filha do técnico, que é vascaína - Reprodução / Vasco TV - Reprodução / Vasco TV
Marcelo Cabo ganha de Alexandre Pássaro camisa com nome da filha do técnico, que é vascaína
Imagem: Reprodução / Vasco TV

A relação de Marcelo Cabo com o Vasco, porém, é antiga. O treinador e seu filho Gabriel, que também é seu auxiliar, já foram jogadores de futsal do clube. Hoje, inclusive, antes da coletiva, o técnico fez questão de fazer um tour por São Januário e visitou o ginásio onde por tantas vezes atuou.

"Eu fiquei muito feliz com esse tour que fiz pelo clube. Visitei a sala de troféus, passei pelo ginásio onde vivi grandes momentos... Foi bom reviver esse sentimento dentro de São Januário. Essa energia que a gente começa a ter agora, é de uma alegria muito grande. Sentimento muito bom. Tenho a certeza de que faremos uma grande temporada", destacou.

Sobre a missão de devolver o Vasco à Série A do Campeonato Brasileiro, Marcelo Cabo garantiu que isso acontecerá:

"Tenho um título com o Atlético-GO e um vice com o CSA. Essa será minha sexta Série B, tenho um conhecimento pleno. Falo com convicção que o Vasco vai passar pela Série B, é uma passagem. É trabalhar bastante para, no final da temporada, dar alegria ao torcedor com o retorno à Série A".

Marcelo Cabo ainda não tem um prazo para sua estreia. Amanhã o Vasco começa sua jornada no Campeonato Carioca enfrentando a Portuguesa (RJ), às 21h, em São Januário, mas o time será composto pelo sub-20, inclusive com o treinador da equipe, Diogo Siston. A mesma situação se repetirá no sábado (6), quando o Cruzmaltino jogará contra o Volta Redonda.

Marcelo Cabo é o novo técnico do Vasco e terá a missão de comandar a equipe na Série B do Campeonato Brasileiro - Rafael Ribeiro / Vasco - Rafael Ribeiro / Vasco
Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco

Confira outros tópicos da entrevista

A chegada ao Vasco

"Alegria muito grande voltar a um clube onde vivi grandes momentos como atleta. Espero viver grandes momentos como treinador. Quero agradecer ao presidente e à diretoria por me chamar para essa missão de capitanear o Vasco. Confesso que era minha meta profissional voltar ao Rio num gigante do futebol mundial como o Vasco da Gama. Falei para o Pássaro, para o presidente e para o Osório: eu escolhi o Vasco. Com muita convicção de que vamos fazer uma grande temporada".

Série B difícil

"Essa com certeza será a edição da Série B com as camisas mais fortes. Mas o Vasco entra para buscar a conquista. Antes temos o Carioca e a Copa do Brasil. Vamos ter uma equipe muito competitiva. O Vasco vai buscar seus objetivos na Série B e com certeza trilhar o caminho do título e do acesso".

Reformulação do elenco

"Claro que teremos uma reformulação. Vamos sentar, vamos dar uma repaginada, criar novos mecanismos para ter uma equipe competitiva. Inicio meu trabalho hoje com a diretoria e com Pássaro para que a gente possa pautar essa temporada. Mas o torcedor vascaíno pode ter certeza. Dentro do que o Vasco vai propor, teremos uma equipe competitiva para entrar nas competições e conseguir conquistas. Porque foi isso que o Vasco sempre fez".

Integração com a base

"A história do Vasco sempre revelou muitos jogadores. A base de um clube do tamanho do Vasco é o oxigênio do clube. Vamos trabalhar integrados com a base. Conheço Carlos Brazil (gerente de futebol da base) há muito tempo e com certeza vamos potencializar os jogadores da base para servir o time o profissional. Parabenizar o trabalho da base do Vasco da Gama, que vem conquistando muito".

Possui Licença PRO da CBF

"Claro que você precisa se graduar para poder exercer e continuar evoluindo no futebol. Claro que a gente tem um ganho muito grande nas ideias, e você precisa estar sempre estudando e se reciclando. Ao longo da minha vida, depois de duas Copas do Mundo e outras experiências em clubes, me sinto muito bem preparado para ser treinador de uma equipe como o Vasco da Gama. Conhecimento nunca é demais".

Meia Chico, do Atlético-GO, interessa?

"Claro que todos os jogadores do Atlético fizeram grande competição, mas antes preciso fazer uma avaliação dos jogadores que estão aqui. O Chico fez uma grande temporada, mas ainda não sentei com a diretoria para avaliar nomes. Agora que vamos fazer as avaliações".

Recado ao torcedor

"A torcida do Vasco é o maior patrimônio, a grande força do Vasco é o torcedor. Acredite, confie, esteja com a gente em todo momento. Não vamos medir esforços para retribuir esse carinho. Vamos arregaçar as mangas. Quando aceitei o convite, um dos fatores foi a força da nossa torcida. Peço que apoie o nosso trabalho e dessa nova diretoria. O Vasco é muito mais forte quando está unido".

Da esquerda para direita: Alexandre Pássaro, Marcelo Cabo, Jorge Salgado, Gabriel Cabo e Carlos Roberto Osório - Rafael Ribeiro / Vasco - Rafael Ribeiro / Vasco
Da esquerda para direita: Alexandre Pássaro, Marcelo Cabo, Jorge Salgado, Gabriel Cabo e Carlos Roberto Osório
Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco

Vasco