PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Ex-presidente do Cruzeiro é hostilizado por torcedores: 'Muda de cidade'

Do UOL, em São Paulo

01/03/2021 12h58Atualizada em 01/03/2021 13h38

O ex-presidente do Cruzeiro Wagner Pires de Sá foi hostilizado por torcedores do time mineiro quando almoçava com a família. Entre as ofensas, eles disseram que Pires "acabou com o Cruzeiro" e que o ex-dirigente deveria "mudar de cidade".

O ex-presidente disse que o clube é um dos maiores do Brasil e acusou pessoas "que estão lá" pela má fase do Cruzeiro, mas sem citar nomes.

Os torcedores chegaram ao local onde Pires almoçava e disseram que "só queriam dar uma palavrinha". Uma mulher que estava na mesa com tentou impedir. Funcionários também tentaram intervir, mas sem sucesso.

Torcedor 1: "Ele só vai escutar, nós não tá agredindo. Ele f*** o Cruzeiro. Ele foi nas ideias dos outros." (sic)

Torcedor 2: "Muda de cidade. Muda de cidade."

Torcedor 1: "Ex-presidente, por favor, escuta a voz do torcedor verdadeiro. A gente não vai agredir, não. Se fosse pra agredir eu já teria agredido."

Pires: "O Cruzeiro era o maior time do Brasil... Esses que estão lá é que colocaram uma coisa lá..." [Foi interrompido].

Torcedor 1: "Vira homem. Muda de cidade."

Mulher 1: "Vocês estão ofendendo."

Torcedor 1: "Ele não ofendeu a torcida, não?"

O Cruzeiro foi rebaixado no Brasileirão em 2019, após uma derrota de 2 a 0 para o Palmeiras. Após correr risco de cair para a série C, o time conseguiu estabilidade sob o comando de Felipão, mas não foi o bastante para o acesso à Primeira Divisão.

Além dos problemas no futebol, o clube enfrenta uma crise financeira que se intensificou com a queda e ainda não foi superada. Por atribuírem esses problemas à gestão de Pires, os torcedores hostilizaram o ex-dirigente.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que foi informado no penúltimo parágrafo do texto, o Cruzeiro foi rebaixado em 2019 após perder de 2 a 0 para o Palmeiras, não de 5 a 0. A informação já foi corrigida.

Cruzeiro