PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Pelé lembra brincadeira em último encontro com Maradona: "Éramos amigos"

Pelé e Maradona no sorteio dos grupos da Copa do Mundo da Rússia; foi o último encontro dos astros - Michael Regan - FIFA/FIFA via Getty Images
Pelé e Maradona no sorteio dos grupos da Copa do Mundo da Rússia; foi o último encontro dos astros Imagem: Michael Regan - FIFA/FIFA via Getty Images

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

26/02/2021 04h00

Ontem (25) fez três meses da morte de Maradona, em consequência de uma parada cardiorrespiratória, aos 60 anos. Alvo de comparações com o argentino ao longo das últimas décadas sobre quem foi melhor, Pelé relembrou como foram os últimos encontros entre eles. A disputa, é claro, foi à tona.

Várias vezes eu gozava com o Maradona e falava: 'Diego, todo mundo fala que você é bom e tal, mas eu cabeceio melhor que você, eu chuto com a perna direita e com a esquerda, e você só chuta com a esquerda, por que que o pessoal compara?'. Ele falava assim: 'eu faço tudo o que você faz com a cabeça e os dois pés só com a esquerda'. Essa não, meu chapa (risos). O que vale é gol e vitória, aí eu dizia: 'eu sou melhor', 'Brasil é melhor que Argentina', e nós tínhamos muitas brincadeiras quando nos cruzávamos nas viagens."

Os últimos encontros pessoais entre Pelé e Maradona foram em 2016, num evento de patrocinadores na França, e em dezembro de 2017, num evento da Fifa na Rússia para promover a Copa do Mundo de 2018. Foram momentos de afagos públicos entre os ídolos.

No primeiro destes eventos, eles deram as mãos e disseram "chega de brigas". Nesse dia, Maradona ajudou Pelé a andar e a imagem desse momento se tornou icônica. No sorteio dos grupos do Mundial, Pelé posou ao lado de autoridades sentado em uma cadeira de rodas e Maradona baixou para beijar sua cabeça.

Pelé fala sobre o uso político de sua imagem

Pelas redes sociais, ambos mantiveram trocas cordiais nos últimos tempos. Em 30 de outubro, quando Maradona fez 60 anos, Pelé escreveu que sempre aplaudiria e torceria pelo argentino: "Que a sua jornada seja longa e que você continue sempre sorrindo e me fazendo sorrir também".

Maradona respondeu meio que profético — ele estava em recuperação de uma cirurgia para drenar um coágulo no cérebro na ocasião: "Minha equipe está a ponto de sair do campo de jogo, mas não quero adiar meus agradecimentos por suas palavras e bons desejos." Pelé tinha feito aniversário de 80 anos uma semana antes e também recebeu cumprimentos de Maradona nas redes sociais.

Pelé - Divulgação/Netflix - Divulgação/Netflix
Pelé durante gravação de documentário da Netflix
Imagem: Divulgação/Netflix

"(...) Eu estive com o Maradona um pouco antes de ele falecer. A gente cruzou, batemos um papo, fizemos até uma gravação. Você sabe que nós éramos colegas, amigos e vizinhos, porque Argentina e Brasil são do lado. Tinha sempre essa competição de quem é melhor, quem é pior, e tínhamos algumas amizades com grandes jogadores da Argentina, mas que o povo não fazia tanta comparação como Maradona e Pelé. Não sei se é porque o Maradona foi jogar na Europa, então sempre tinha essas brincadeiras. Na França e na Rússia brincamos assim", diz Pelé, em materiais de divulgação de documentário sobre a sua trajetória recém-lançado pela Netflix, antes de completar:

"Maradona foi um excelente jogador, não dá para esconder isso aí. Mas vou falar, porque o mundo inteiro está escutando, que não dava para comparar. Que me desculpem os argentinos."

Futebol