PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Goleiro Alisson não irá ao velório do pai, morto por afogamento

Pai do goleiro Alisson, do Liverpool, foi encontrado morto na última quarta-feira - Robbie Jay Barratt - AMA/Getty Images
Pai do goleiro Alisson, do Liverpool, foi encontrado morto na última quarta-feira Imagem: Robbie Jay Barratt - AMA/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

26/02/2021 14h21

O goleiro Alisson, do Liverpool e da seleção brasileira, não irá ao velório de seu pai, José Agostinho Becker, de 57 anos, que foi encontrado morto na última quarta-feira após desaparecer em uma barragem na região de Lavras do Sul.

A assessoria de imprensa de Alisson confirmou ao UOL Esporte a ausência no velório, mas não explicou o motivo.

De acordo com o jornal Daily Mail, da Inglaterra, Alisson fez tudo o que podia para ir ao Brasil se despedir de seu pai, inclusive procurou passagens aéreas e maneiras de contornar a proibição de voos do Reino Unido por conta da pandemia do coronavírus.

Porém, no fim, o goleiro optou por permanecer na Inglaterra porque a esposa dele está grávida, e Alisson teria de fazer quarentena de 10 dias em um quarto de hotel quando regressasse ao Reino Unido.

Ainda segundo o jornal, o goleiro pretende viajar para o Brasil em três semanas e passar cinco dias em seu país natal.

Ontem, o IGP (Instituto-Geral de Perícias) apontou que a causa da morte de José Agostinho foi afogamento. Não foram identificados sinais de violência ou de que José tenha tentado se defender, segundo o IGP. A necropsia foi realizada no PML (Posto Médico-Legal) de Bagé, a 61 km de Lavras do Sul, e o corpo foi liberado na manhã de ontem.

O local e a data do velório de José Agostinho não foram divulgados a pedido da família.

Futebol