PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Causos de Sampaoli: técnico quase dispensou Keno, destaque do Atlético-MG

Atacante Keno terminou a temporada 2020 como artilheiro do Galo com 11 gols - Pedro Souza/Atlético-MG
Atacante Keno terminou a temporada 2020 como artilheiro do Galo com 11 gols Imagem: Pedro Souza/Atlético-MG

Guilherme Piu e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte e São Paulo

26/02/2021 04h00

O artilheiro do Atlético-MG na temporada por pouco não foi dispensado do clube no ano passado por decisão do técnico Jorge Sampaoli. O atacante Keno, autor de 11 gols com a camisa do Galo, segundo apurou o UOL Esporte, chegou a ter uma conversa importante com o treinador argentino, que o comunicou de um rebaixamento ao time de sparring, formado por atletas jovens ou à margem do elenco.

Essa conversa, ainda de acordo com informações recebidas pela reportagem, aconteceu logo após a derrota por 3 a 1 para o Santos, pela nona rodada do Brasileirão. Sampaoli convocou Keno à sua sala e disse que o atleta estava fora dos planos naquele momento. Ele não seria mais escalado no time titular e que, por isso, poderia procurar outro clube.

A decisão, à época, desagradou aos dirigentes atleticanos e ao próprio Keno. Por influência do departamento de futebol —comandando por Alexandre Mattos— o camisa 11 acabou ganhando uma segunda chance no jogo seguinte e foi aproveitado no decorrer da vitória por 2 a 1 sobre o Red Bull Bragantino, no Mineirão. Ele deu assistência para um dos gols, feito por Savarino.

Foi justamente a partir desse jogo que Keno embalou de vez no Galo e mudou completamente a opinião de Jorge Sampaoli. O atacante emplacou atuações de gala em sequência, contra Atlético-GO e Grêmio, e em ambas as partidas fez três gols.

Apesar da artilharia na temporada, Keno vive seca de gols. A última vez que balançou as redes foi em 22 de novembro, no empate em 2 a 2 com o Ceará. De lá para cá, o atacante deu seis assistências, mas não marcou.

Vale lembrar que na reta final do Brasileirão, em 26 de janeiro, o jogador sofreu uma lesão no cotovelo esquerdo e ficou fora de quatro partidas —vitória sobre o Fortaleza, derrota para o Goiás e empates com Fluminense e Bahia.

Atlético-MG