PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2020

Comentaristas dizem que árbitro errou ao anular pênalti para o Inter

Após consulta ao VAR, Internacional não tem pênalti marcado no Beira Rio - Reprodução/Canal Premiere
Após consulta ao VAR, Internacional não tem pênalti marcado no Beira Rio Imagem: Reprodução/Canal Premiere

Do UOL, em São Paulo

25/02/2021 23h52

As polêmicas não poderiam deixar de aparecer na última rodada do Campeonato Brasileiro. No jogo Internacional 0 x 0 Corinthians, o pênalti marcado por Wilton Pereira Sampaio, que voltou atrás após revisão do VAR, gerou reclamações em campo e nas redes sociais.

No lance, o árbitro marcou pênalti a favor do Colorado após o chute e Moisés que resvalou no braço de Ramiro, já caído no chão. Após consultar o vídeo, Wilton voltou atrás e cancelou a marcação.

Segundo a comentarista de arbitragem Nadine Bastos, da Rede Globo, o juiz errou. "O braço não é considerado de apoio porque está muito para trás", disse. "É um lance muito discutido. Se o braço está paralelo ao corpo, seria braço de apoio. Se está atrás, seria pênalti", completou.

Renata Ruel, da ESPN, concordou com Nadine. "O pênalti para o Inter foi muito mal anulado. Foi bem marcado em campo, o VAR errou em sugerir revisão, e o Wilton se equivocou em voltar atrás", afirmou.

O lance da partida entre Inter e Corinthians é parecido com uma jogada de Flamengo x Grêmio, em agosto do ano passado, no Maracanã. Os gaúchos venciam até os 43 minutos da etapa final quando, após chamada do VAR, Gabigol marcou de pênalti para os cariocas e empatou o jogo. Final: 1 a 1.

O árbitro de vídeo chamou o juiz Rafael Traci para revisão de um toque na mão de Kannemann dentro da área após chute de Vitinho. O árbitro principal do jogo reviu o lance e marcou o pênalti, convertido por Gabigol.

Lance revisado pelo VAR durante partida entre Flamengo e Grêmio - Reprodução/Premiere - Reprodução/Premiere
Lance revisado pelo VAR durante partida entre Flamengo e Grêmio
Imagem: Reprodução/Premiere

Com o empate de ontem no Beira-Rio, o Internacional chegou aos 70 pontos, uma menos que o Flamengo, bicampeão brasileiro.