PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ricardo Teixeira tenta reverter banimento do futebol em tribunal na Suíça

Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF, em foto de 2016 - Tasso Marcelo/AFP
Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF, em foto de 2016 Imagem: Tasso Marcelo/AFP

Jamil Chade

Colunista do UOL, em Genebra (SUI)

24/02/2021 12h51

A agenda do Tribunal Arbitral dos Esportes informa que, nesta quarta-feira, uma audiência será realizada por conta do recurso apresentado pelo ex-cartola Ricardo Teixeira contra a Fifa. O ex-presidente da CBF foi banido do futebol, sob suspeita de corrupção. Mas entrou com um processo para que a corte máxima do esporte, em Lausanne, reavalie o caso.

Por conta da pandemia, o Tribunal explica que as audiências estão ocorrendo por videoconferência.

Teixeira deixou a CBF e o conselho da Fifa em 2012. Mas, em 2015, a eclosão do escândalo de corrupção na Fifa levou o FBI a denunciar o brasileiro por corrupção. Como ele estava naquele momento no Brasil e diante da impossibilidade de extraditar nacionais a países estrangeiros, o brasileiro nunca foi detido. Nas cortes nos EUA, o nome de Teixeira foi ainda citado por diferentes testemunhas, no momento de julgamentos relacionados com outros cartolas do futebol sul-americano.

Em 2019, depois de um longo processo no Comitê de Ética, a Fifa decidiu excluir de forma permanente Teixeira de qualquer atividade do futebol. Ele ainda foi multado em 1 milhão de francos suíços.

Teixeira sempre negou qualquer irregularidade, enquanto a CBF jamais pediu qualquer ressarcimento por supostas irregularidades.

Além dele, foram denunciados nos EUA cartolas como José Maria Marin e Marco Polo Del Nero, todos ex-presidentes da CBF.

A reportagem deve falar com os representantes de Teixeira após as audiências desta quarta-feira.

Futebol