PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Fifa condena Atlético-MG a pagar quase R$ 3,2 milhões a Rafael Dudamel

Rafael Dudamel, então técnico do Atlético-MG, durante partida contra o Tombense-MG em 2020 - Alessandra Torres/AGIF
Rafael Dudamel, então técnico do Atlético-MG, durante partida contra o Tombense-MG em 2020 Imagem: Alessandra Torres/AGIF

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

24/02/2021 14h51

A passagem do técnico Rafael Dudamel no Atlético-MG não deixou saudades, mas causa feridas sentidas até hoje. Como, por exemplo, o processo que o treinador abriu contra o Galo na Fifa. No começo de fevereiro saiu a primeira decisão da entidade que regula o futebol mundial e o time alvinegro foi condenado a pagar quase R$ 3,2 milhões ao venezuelano.

Segundo o processo, o valor da cobrança é de R$ 3.155.117,19, correspondentes à multa por quebra de contrato fora do prazo e sem motivo [R$ 2,7 milhões], e salários atrasados [R$ 395 mil]. Esse valor será corrigido por juros, calculados conforme determinação no processo.

A Fifa estipulou 30 dias para que o Atlético-MG quite a dívida que tem com o ex-treinador. A decisão cabe recurso. A informação foi antecipada pelo GE e confirmada pelo UOL Esporte.

Dudamel dirigiu o Atlético entre janeiro e fevereiro de 2020. O treinador foi demitido após a vexatória eliminação na Copa do Brasil para o Afogados-PE. A passagem do venezuelano pela Cidade do Galo durou menos de dois meses. Para ser mais exato, 48 dias.

Atlético-MG